Varada Cultural

Sepultura anuncia fim da banda e turnê de despedida em 2024

A banda brasileira de heavy-metal, Sepultura, anunciou nesta sexta-feira, 8, que irá se separar e fará uma turnê de despedida no ano que vem, começando em 1 de março, em Belo Horizonte, onde o grupo foi formado, com previsão de durar um ano e meio com shows também na América Latina e Estados Unidos. A turnê vai se chamar Celebrating Life Through Death. A notícia foi dada em uma entrevista coletiva pelo guitarrista Andreas Kisser. “Estamos muito felizes de estar aqui, de estar com meus amigos de banda. É um momento muito feliz para a gente”, disse Kisser. A data do último show da turnê ainda não foi divulgado.

Em nota oficial, o grupo afirmou que a banda vai morrer, mas “uma morte consciente e planejada”. “Celebrar acima de tudo o presente, o hoje. Um momento muito especial na nossa rica e vitoriosa carreira. Depois de 40 anos de altos e baixos, 80 países visitados de diferentes culturas, de diferentes visões políticas e religiosas, levando as cores e ritmos brasileiros para o mundo, mostrando um Brasil mais realista e menos caricato, mais pesado e agressivo”, diz o texto.

Durante a entrevista, os integrantes brincaram com o futuro deles. “Disseram que o Eloy vai para Slipknot e eu vou tocar com o Paul McCartney”, brincou Kisser. Outra questão levantada na entrevista é se esse é mesmo uma despedida, tipo o Slayer (que parou de ver) ou tipo Ozzy Osbourne (que fez várias turnês de despedida). “Esse é o momento de celebrar. Não sabemos o que vai acontecer no futuro, eu não sei. Turnês de despedida se tornaram um método, um mercado. Ozzy não consegue subir no palco. Ele quer, mas não consegue. A gente vê isso com jogadores de futebol ou outros trabalhos. Paul McCartney toca por três horas e isso é incrível. O momento é de pensar no agora e vamos pensar no futuro depois”, disse Kisser.

O grupo também irá lançar um álbum ao vivo com 40 faixas gravadas em 40 apresentações diferentes ao redor do mundo. A turnê não contará com a presença dos dois membros fundadores, os irmãos Max e Iggor Cavalera. Fundada em 1984, o único membro original remanescente é o baixista Paulo Xisto. O guitarrista Andreas Kisser entrou logo no começo também, em 1987. A formação final é completada pelo vocalista Derrick Green, desde 1997, e o baterista Eloy Casagrande, desde 2011.

A banda se firmou no cenário internacional como uma das mais bem sucedidas da história, com seu estilo extremo, em que misturavam elementos da cultura brasileira, como berimbau, atabaques e também de tribos indígenas. Ao todo, o grupo vendeu cerca de 20 milhões de cópias de seus álbuns em todo o mundo, com álbuns hoje clássicos como Arise (1991), Chaos A.D. (1993) e Roots (1996).

Confira as datas já anunciadas: 

  • 1 de março – Belo Horizonte – MG
  • 2 de março – Juiz de Fora – MG
  • 9 de março – Brasília – DF
  • 15 de março – Uberlândia – MG
  • 21 de março – Porto Alegre – RS
  • 22 de março – Curitiba – PR
  • 23 de março – Florianópolis – SC
  • 6 de setembro – São Paulo – SP

Leia o comunicado oficial: 

“O Sepultura vai parar. Vai morrer. Uma morte consciente e planejada.

Nos próximos 18 meses, vamos celebrar 40 anos junto aos nossos fãs em uma tour de despedida que vai passar por todo o planeta.

Continua após a publicidade

Celebrar acima de tudo o presente, o hoje. Um momento muito especial na nossa rica e vitoriosa carreira.

Depois de 40 anos de altos e baixos, 80 países visitados de diferentes culturas, de diferentes visões políticas e religiosas, levando as cores e ritmos brasileiros para o mundo, mostrando um Brasil mais realista e menos caricato, mais pesado e agressivo.

Depois de lançar o ‘Quadra’, um dos melhores álbuns da nossa história. Sobreviver a uma indesejável e insana pandemia através da ‘SepulQuarta’, uma experiência maravilhosa que virou um álbum e que nos manteve unidos e fortes seguindo em frente. Depois de mudanças e aprendizados, nós vamos parar.

A tour de 40 anos está sendo gravada e vai virar um disco ao vivo de 40 músicas registradas em 40 cidades diferentes num momento em que estamos com a mais elevada energia no palco. União e conexão total.

Estamos felizes e muito agradecidos com tudo que aconteceu na nossa história, fizemos grandes álbuns e shows, cultivamos amizades, conhecemos nossos ídolos, ajudamos a colocar o metal brasileiro no mapa mundial e, agora, deixamos a cena com o sentimento de dever cumprido.

Temos os melhores fãs do mundo, que nos apoiam com elogios e críticas, que são exigentes e inteligentes, que evoluem junto com a banda, são sempre leais e amam verdadeiramente o Sepultura. Sem vocês nada disso seria possível. Este álbum e esta tour são para a SepulNation, nós amamos vocês!

Continua após a publicidade

Eutanásia, o direito a morte digna. Direito de escolha de ser livre quando se nasce e quando se morre!”

Acompanhe notícias e dicas culturais nos blogs a seguir: 

Tela Plana para novidades da TV e do streaming
O Som e a Fúria sobre artistas e lançamentos musicais
Em Cartaz traz dicas de filmes no cinema e no streaming
Livros para notícias sobre literatura e mercado editoria

 

 

Publicidade

Fonte: https://veja.abril.com.br/coluna/o-som-e-a-furia/sepultura-anuncia-fim-da-banda-e-turne-de-despedida-em-2024/