Varada Cultural

‘O pai tá on’: Paul McCartney dá aula de como ser um astro internacional

Uma cena peculiar vem chamando a atenção nas apresentações de Paul McCartney em sua turnê pelo Brasil. Os famigerados celulares, que dominam a plateia filmando as músicas mais populares, agora entram também em cena em um momento atípico, entre uma faixa e outra, quando o ex-beatle interage com o público. A razão? O cantor de 81 anos vem esbanjando simpatia e frases em português engraçadinhas, como na noite deste sábado, 9, em São Paulo, quando chamou John Lennon de “parça”, cumprimentou a plateia com um “mano” e soltou duas vezes a gíria “o pai tá on”. Em sua passagem por Minas Gerais, ele fez parecido ao soltar o indefectível termo mineiro “uai”.

Claro, é comum que astros gringos aprendam uma palavra ou outra em português para alegrar os fãs em shows. Raramente, contudo, esse aprendizado passa do “obrigado” e “boa noite”, seguido do nome da cidade. Se fizesse o mesmo, Paul já deixaria muito feliz seu séquito de seguidores de diversas gerações. Mas ele vai além.

  • Relacionadas
  • CulturaPaul McCartney faz show emotivo em SP e chama paulistanos de “manos”8 dez 2023 – 00h12
  • BrasilOs curiosos pedidos de camarim de Paul McCartney no Brasil22 nov 2023 – 16h11

A linguagem é a mais valiosa ferramenta humana. Ela expressa ideias, pensamentos e sentimentos, criando interações e conexões. Letrista primoroso, Paul sabe disso — e é humilde o suficiente para entender a importância de um astro internacional usar a língua local como ponte com seus fãs. Gênio da música, prolífico e ex-integrante da banda mais famosa do mundo, o cantor inglês não precisa provar nada a ninguém. Nem precisava ser tão simpático. Mas, ainda bem, ele é adorável. Não à toa, está perto de bater sua 37ª apresentação no Brasil, onde já tem público cativo.

A maior parte das explicações sobre as músicas do show estão sendo feitas por ele em português, frases que ele lê com desenvoltura em um teleprompter ao seus pés. Até quando dedicou My Valentine para sua esposa, Nancy, primeiro falou em português antes do inglês destinado à própria que estava no estádio Allianz Parque. Quando queria que o público cantasse, ele dizia sem dificuldades: “com vocês”, “agora só homens”, “só mulheres”, “bora, galera”. Tal aula de simpatia e carisma ainda poderá ser vista em São Paulo neste domingo, 10. Já o show de despedida final será no Rio de Janeiro, no dia 16, com transmissão ao vivo pelo Disney+. Agora é esperar pra ver como Paul vai explorar o sotaque carioca.

Continua após a publicidade

Publicidade

Fonte: https://veja.abril.com.br/coluna/o-som-e-a-furia/o-pai-ta-on-paul-mccartney-da-aula-de-como-ser-um-astro-internacional/