Vale e Petrobras ditam queda do Ibovespa e BB avança com novo CEO

O Ibovespa, principal índice de ações da B3, a bolsa de valores de São Paulo, recuava nesta sexta-feira, 23, caminhando para fechar a semana no vermelho. As ações da Petrobras e da Vale aparecem entre as maiores quedas, diante do declínio dos preços de commodities, enquanto Eletrobras e Banco do Brasil valorizavam-se em meio a expectativas sobre os respectivos comandos nos próximo governo.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro caía 1,44%, a 86.221 pontos, às 13:15, ampliando as perdas na semana para mais de 2%. O volume financeiro do pregão nesta sexta somava apenas 2,87 bilhões de reais.

Wall Street reabre após feriado na véspera nos Estados Unidos em razão do Dia de Ação de Graças, mas terá uma sessão mais curta, com fechamento previsto para as 16h (horário de Brasília).

Em nota a clientes, o analista Jasper Lawler, do London Capital Group, citou que, apesar de não ser feriado nesta sessão, muitos podem emendar o Dia de Ação de Graças com o fim de semana, embora ele não espere tranquilidade no mercado.

Lawler ressaltou que preocupações com o crescimento global e as tensões comerciais envolvendo a China pressionaram os preços dos metais, enquanto os preços do petróleo eram afetados por preocupações com o excesso de oferta em meio a uma piora nas perspectivas econômicas.

Destaques

A Petrobras caía 4,57% alinhada ao forte recuo dos preços do petróleo no exterior, que eram negociados em mínimas de 2018, além de nova fase da operação Lava Jato, com a Polícia Federal cumprindo 22 mandados de prisão por propina de 68 milhões de reais em obra da companhia na Bahia.

Já a Vale cedia 3,5%, acompanhando o movimento de outras ações de mineradoras negociadas no mercado europeu, que cediam com a queda dos preços de minério de ferro na China e de outros metais. A Bradespar, holding que concentra seus investimentos na Vale, recuava 3,02%.

Por outro lado, a Eletrobras subia 0,93% em meio a perspectivas de que o atual presidente-executivo da elétrica de controle estatal, de Wilson Ferreira, pode continuar à frente da companhia. Também no radar estava o novo adiamento do leilão da distribuidora da estatal no Amazonas para 10 de dezembro.

O Banco do Brasil valorizava-se 1,82%, tento tocado 45,79 reais na máxima até o momento, recorde durante um pregão, em meio a comentário do economista Rubem Novaes, indicado para presidir o banco no governo de Jair Bolsonaro, de que pretende usar os mercados de capitais em processos de privatizações dentro da instituição financeira.

As ações da livraria Saraiva, que não estão listadas no Ibovespa, caía 9,57%, tendo atingido 1,88 real na mínima até o momento. Esta é a menor cotação da sua história. A maior rede de livraria do país pediu recuperação judicial ao não conseguir acordo com fornecedores para renegociar suas dívidas.