Vacinação contra a influenza termina nesta terça-feira 

O Ministério da Saúde encerra nesta terça-feira (30) a vacinação contra a influenza (gripe) em todo o Brasil. A terceira e última fase da campanha começou no dia 11 de maio e deveria terminar no final daquele mês, mas foi adiada até o fim de junho para imunizar um número maior de pessoas. Ao todo, a campanha tem por objetivo atingir cerca de 67,6 milhões de pessoas em todo o país.

A ideia do Ministério da Saúde com a prorrogação foi permitir que 28,3 milhões de pessoas fossem imunizadas. A campanha começou em 23 de março. Nesta etapa, os públicos prioritários eram idosos e trabalhadores da saúde. Nessa primeira etapa mais de 100% das pessoas receberam as doses da vacina. 

:: Parceria com Oxford prevê produção de vacina contra covid no Brasil ::

A segunda etapa iniciou em 16 de abril. Dessa vez, o público alvo eram doentes crônicos, professores (rede pública e privada) e profissionais das forças de segurança. Segundo o Ministério da Saúde, nessa fase, no entanto, a cobertura foi de 66,61%, abaixo dos 90% esperados.

Já a última fase, começou no dia 11 de maio, com prioridade a crianças de 6 meses a menores de 6 anos, pessoas com 55 a 59 anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas com deficiência, povos indígenas, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade. Até o dia 29 de maio, apenas 63,53% haviam recebido a vacina.

:: Vacina para covid: quão perto estamos e quais as chances de ela não conter epidemias ::

A vacina, composta por vírus inativado, é trivalente e protege contra os três vírus que mais circularam no Hemisfério Sul em 2019: Influenza A (H1N1), Influenza B e Influenza A (H3N2). A vacina contra gripe é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença. Vale destacar que a vacina não protege contra a covid-19.

O balanço da vacina em todo o território brasileiro deve ser anunciada nos próximos dias pelo ministério, mas em alguns estados como no Rio de Janeiro, mais da metade de gestantes e crianças (entre 6 meses e 6 anos) não se vacinaram. A meta era atingir 90% de grupos prioritários, mas, chegou a 78% até o momento. Já a Paraíba atingiu meta geral da campanha. Até a última segunda-feira (29), 93,36% do público alvo já havia sido vacinado. No Distrito Federal, nem todos os grupos prioritários tiveram a meta alcançada. A vacinação de crianças, gestantes e puérperas ficou baixo da meta de 90%. São Paulo, mantém a vacinação até 24 de julho.

No total, o Ministério da Saúde adquiriu 79 milhões de doses da vacina influenza e o investimento foi de R$ 1 bilhão.

 

Edição: Rodrigo Durão Coelho

Fonte: www.brasildefato.com.br/2020/06/30/vacinacao-contra-a-influenza-encerra-nesta-terca-feira

Coronavírus em Tempo Real