São Paulo vira para cima do Flu e retoma a vice-liderança do Brasileirão

O São Paulo voltou a vencer no Campeonato Brasileiro neste domingo. Recebendo o Fluminense no estádio do Morumbi, pela oitava rodada da competição, o time comandado por Fernando Diniz fez um primeiro tempo ruim, mas se recuperou na etapa complementar e acabou saindo de campo com a vitória de virada por 3 a 1. Brenner, Luciano  e Vitor Bueno balançaram as redes para os donos da casa, fazendo prevalecer a “Lei do Ex”, já que os dois primeiros passaram pelo Flu. Wellington Silva abriu o placar para o Tricolor carioca.

Com o resultado, o São Paulo foi a 16 pontos e retomou a vice-liderança do Campeonato Brasileiro. Agora, o time tentará embalar uma nova sequência de vitórias para tentar alcançar o Internacional, primeiro colocado.

O próximo compromisso do São Paulo acontece na quarta-feira, às 19h15 (de Brasília), contra o Red Bull Bragantino, no Morumbi. Já o Fluminense terá pela frente o Flamengo, no mesmo dia, às 21h30, no Maracanã.

O jogo – Logo aos dez minutos de jogo o São Paulo esteve muito próximo de abrir o placar. Igor Vinícius ficou com a sobra dentro da área, limpou a marcação e bateu de canhota, no cantinho, tirando tinta da trave esquerda do goleiro do Fluminense. Cinco minutos depois, Nenê respondeu para os visitantes. O meia invadiu a área e bateu cruzado, mas Volpi fez a defesa. No rebote, ele chutou novamente, e o goleiro são-paulino mais uma fez bloqueou o arremate.

O jogo era lá e cá. Aos 20 minutos, Paulinho Boia bateu na entrada da área e balançou as redes pelo lado de fora. Já aos 36, o atacante revelado em Cotia tentou bater cruzado, colocado, mas faltou pontaria. Faltando criatividade ao meio-campo do São Paulo, o jeito era continuar chutando de longa distância. Aos 38, foi a vez de Diego Costa arrancar e bater da intermediária, mandando por cima do travessão.

Mas, como diz o ditado, quem não faz, toma, e aos 39 minutos os donos da casa acabaram sendo castigados com o gol do Fluminense. Igor Vinícius foi enganado pelo quique da bola, deixando Wellington Silva livre para bater forte, de fora da área, sem chances para Tiago Volpi, e garantir a vitória parcial para os visitantes no primeiro tempo.

Segundo tempo

Na etapa complementar, com Brenner, Igor Gomes e Juanfran em campo, o São Paulo fez muito mais em comparação com o primeiro tempo e logo aos quatro minutos empatou o jogo com Brenner, que completou a cobrança de escanteio de Igor Gomes depois de um desvio de Léo.

Embalado pelo empate, o São Paulo continuou pressionando e aos oito minutos virou a partida com Luciano. Brenner fez grande jogada individual, costurando a zaga adversária, e chutou na trave. No rebote, a bola sobrou para o camisa 11 precisar apenas completar para o fundo das redes.

E o terceiro gol dos donos da casa só não veio logo em seguida porque Juanfran acabou finalizando por cima do gol, dentro da área, em cruzamento da esquerda, e, minutos depois, Vitor Bueno viu a defesa do Fluminense desviar seu chute na hora “h”. Mas, já nos acréscimos, o camisa 12 tricolor acertou um chutaço de fora da área e fechou os trabalhos para o São Paulo, que saiu de campo com a importantíssima vitória por 3 a 1 e somou mais três pontos na tabela.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 3 X 1 FLUMINENSE

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 6 de setembro de 2020, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)
Assistentes: Sidmar dos Santos Meurer (PR) e Rafael Trombeta (PR)
VAR: José Mendonça da Silva Junior (PR)

Gols: Wellington Silva, aos 39 do 1ºT (Fluminense); Brenner, aos 4, Luciano, aos 8, e Vitor Bueno, aos 47 do 2ºT (São Paulo)

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Igor Vinícius (Juanfran), Diego Costa, Léo e Reinaldo; Tchê Tchê, Gabriel Sara (Luan) e Hernanes (Igor Gomes); Vitor Bueno, Paulinho Boia (Brenner) e Luciano (Bruno Alves)
Técnico: Fernando Diniz

FLUMINENSE: Marcos Felipe; Calegari , Nino, Luccas Claro e Egídio; Yuri (Felippe Cardoso), Dodi e Nenê; Michel Araújo (PH Ganso), Wellington Silva (Luiz Henrique) e Marcos Paulo (Fernando Pacheco)
Técnico: Odair Hellmann

Gazeta Esportiva

Coronavírus em Tempo Real