Por unanimidade, Câmara do Rio aceita iniciar processo de cassação de Dr. Jairinho

Jairinho terá 45 dias para apresentar testemunhas antes da votação que definirá efetivamente a cassação

A Comissão de Justiça e Redação da Câmara Municipal do Rio de Janeiro decidiu por unanimidade nesta segunda-feira (3) aceitar a cassação do mandato de Dr. Jairinho, acusado de torturar e matar o enteado Henry Borel. A Comissão de Justiça e Redação é o órgão responsável por aceitar ou rejeitar denúncias contra os vereadores.

Depois de encerrado o prazo, o caso de Jairinho segue para o plenário da Câmara. São necessários votos favoráveis de pelo menos dois terços dos vereadores para, de fato, cassar o mandato de Jairinho.

Brasil 247 – Foto: Renan Olaz/CMRJ