Mulher negra registra Boletim de Ocorrência após ser expulsa de shopping no DF

Cliente teria sido tratada com desprezo e expulsa de loja após questionar discrepância entre o valor que vinha na etiqueta e o que foi cobrado no caixa

Dona Maria do Amparo saiu neste sábado (5) para ir ao shopping com os netos, na cidade-satélite de Santa Maria, no Distrito Federal. Dona Maria desejava comprar uma blusa da Mulher Maravilha. Porém, na loja Magazine da Economia, que fica no Santa Maria Shopping, não havia o produto que ela procurava, mas a amiga que a acompanhava viu que a loja estava fazendo promoção e decidiram comprar outros itens.

Ela comprou 12 peças de roupa e fez as contas antes de ir ao caixa. Na hora de registrar as compras ela viu que o valor era maior do que calculara. A funcionária da loja, no entanto, teria acusado Dona Maria de trocar os preços das etiquetas no intuito de pagar um valor menor.

Deu-se início, então, a uma confusão. Quando chegou o gerente, a situação piorou e, segundo relato nas redes sociais, ele teria a tratado com desaforo e a expulsado da loja na frente de outros clientes, submetendo-a a uma humilhação.

Maria do Amparo foi à delegacia e registrou Boletim de Ocorrência. Internautas lembraram que, segundo o direito do consumidor, vale o preço que está na etiqueta. Se ele estiver abaixo do valor real, o consumidor nada tem a ver com isso. “Se eu pego um produto com um preço e na hora de pagar falar que é mais caro, a guerra esta declarada. EU VOU LEVAR O VALOR QUE ESTA NA ETIQUETA DO PRODUTO, A LOJA QUE LUTE!!!”, #façaValerOsSeusDireitos #RacismoéCrime, disse um jovem ao comentar o assunto.

O caso de Dona Maria não deixou dúvidas entre as pessoas que comentaram o vídeo na internet, que classificaram a situação como racismo.

Revista Fórum

Coronavírus em Tempo Real