MP pede ao TCU que investigue Damares por tentar impedir aborto de criança estuprada

O Ministério Público de Contas solicitou nesta segunda-feira (21) que o Tribunal de Contas da União (TCU) investigue a ministra da Mulher, Damares Alves, pela tentativa de impedir a realização de aborto legal pela menina capixaba que engravidou após ser estuprada.

O subprocurador geral Lucas Furtado questiona se “a Administração Pública Federal, mesmo ante a laicidade constitucional do Estado brasileiro, vem deixando contaminar os atos oficiais do governo por convicções religiosas pessoais de seus integrantes”.

“Para o Estado, tratando-se de procedimento permitido legalmente, o aborto realizado pela menina (…) não constituía ato a requerer qualquer intervenção, senão os necessários para a proteção da vítima”, afirma o texto.

Segundo revelação da Folha de S. Paulo, Damares enviou à cidade de São Mateus representantes do ministério e aliados políticos para tentarem impedir a interrupção da gravidez da criança, autorizada pela Justiça. 

Brasil 247 – Foto: Isac Nóbrega/PR

Coronavírus em Tempo Real