Governo da ignorância deixa alunos da rede pública sem parte dos livros didáticos em 2023

O governo de Jair Bolsonaro atrasou a compra de livros didáticos para alunos de 1ª a 5ª série e não adquiriu obras literárias para o Ensino Médio em 2023 que fazem parte do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD), prejudicando os alunos.

Os livros literários e os livros de reforço já deveriam ter sido comprados para chegar às salas de aula para o ano que vem, mas, com o atraso do Ministério da Educação, só deverão ser usados em 2024.

O atraso é referente ao bloqueio de quase R$ 800 milhões feito pelo governo Bolsonaro no PNLD. Com atraso, foram comprados apenas os livros didáticos regulares, que o Ministério chamou de “imprescindíveis”. Já outros três itens do PNLD não foram comprados até agora.

Além de atrapalhar o aprendizado, a decisão do Ministério da Educação empurra para o ano que vem a necessidade da compra.

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), ligado ao Ministério da Educação e responsável pela aquisição dos livros do PNLD, informou que os materiais não foram comprados por uma “decisão política” vinda da Educação.

“O FNDE depende de decisões políticas oriundas do MEC e de orçamento para executar os demais objetos”, informou.

O gabinete de transição do governo Lula vai propor mais verba para o PNLD com o objetivo de garantir os materiais necessários para o aprendizado dos alunos. O grupo também vai pedir a recomposição do orçamento das universidades e institutos federais.

Para o ex-ministro da Educação, Rossieli Soares, ouvido pelo Estadão, a decisão do governo Bolsonaro de não cumprir o PNLD gera “risco de perda de aprendizagem pela falta de parte do material. O ideal é sempre comprar as obras completas”.

O post Governo da ignorância deixa alunos da rede pública sem parte dos livros didáticos em 2023 apareceu primeiro em Hora do Povo.

Fonte: https://horadopovo.com.br/governo-da-ignorancia-deixa-alunos-da-rede-publica-sem-parte-dos-livros-didaticos-em-2023/