FHC pede voto em quem defende a democracia e “combate a pobreza e a desigualdade”

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) fez um apelo, através das redes sociais, para os eleitores votarem em “quem tem compromisso com o combate à pobreza e à desigualdade” e defende a democracia. A publicação não citou o nome de nenhum candidato.

FHC já havia se posicionado de maneira crítica ao governo Bolsonaro, denunciando seus crimes durante a pandemia e suas ameaças contra a democracia.

“Peço aos eleitores que votem no dia 2 de outubro em quem tem compromisso com o combate à pobreza e à desigualdade, defende direitos iguais para todos independentemente da raça, gênero e orientação sexual, se orgulha da diversidade cultural da nação brasileira, valoriza a educação e a ciência e está empenhado na preservação de nosso patrimônio ambiental, no fortalecimento das instituições que asseguram nossas liberdades e no restabelecimento do papel histórico do Brasil no cenário internacional”, publicou Fernando Henrique Cardoso, presidente de honra do PSDB.

Pelo Twitter, o ex-presidente explicou que está afastado do debate político por conta de sua idade avançada. “Como é do conhecimento público, tenho idade avançada e, embora não apresente nenhum problema grave de saúde, já não tenho mais energia para participar ativamente do debate político pré-eleitoral”.

O PSDB, partido de Fernando Henrique, está apoiando a senadora Simone Tebet (MDB) para a Presidência da República. Ela aparece em quarto lugar nas pesquisas.

Depois da postagem feita pelo ex-presidente, a legenda veio a público enfatizar seu apoio a Tebet.

“O PSDB tem candidata e vai lutar até o final para elegê-la: Simone Tebet, e a nossa senadora Mara Gabrilli. Representam o melhor caminho para o Brasil. Primeiro turno é para votar no melhor. Útil é votar em quem a gente confia”, disse.

O post FHC pede voto em quem defende a democracia e “combate a pobreza e a desigualdade” apareceu primeiro em Hora do Povo.

Fonte: https://horadopovo.com.br/fhc-pede-voto-em-quem-defende-a-democracia-e-combate-a-pobreza-e-a-desigualdade/