Em MG, Bolsonaro lançará campanha no “local exato” onde levou facada em 2018

Foto: ED ALVES/CB/DA.PRESS

Segundo o deputado estadual Bruno Engler (PL-MG), presidente Bolsonaro ainda participará de uma motociata até o local do evento

O presidente Jair Bolsonaro (PL) lançara a campanha de reeleição à Presidência da República no “exato local” onde levou a facada no período pré-campanha em 2018, em Juiz de Fora (MG). Segundo vídeo do deputado estadual Bruno Engler (PL-MG), o chefe do Executivo ainda participará de uma motociata até o local do evento.

“Já estou em Juiz de Fora ajudando a organizar a inauguração da campanha nacional do nosso presidente, Jair Bolsonaro. O presidente chega na terça-feira, dia 16, às 11h, aqui no Aeroclube de Juiz de Fora. E, daqui, vai partir uma motociata com o nosso capitão”, diz o parlamentar.

“O presidente vai vir para cá, fazer seu pronunciamento no local exato onde ele sofreu a facada e teve a sua campanha de 2018 interrompida. Ele chega ao meio-dia para fazer o seu pronunciamento, iniciando a campanha pela reeleição no local onde ele nasceu de novo”, completou.

Segundo o cronograma do comitê de campanha, Bolsonaro desembarcará no Aeroclube, onde terá um encontro fechado com comunidades evangélicas. Depois, do lado de fora, cumprimentará apoiadores e seguirá em motociata pela cidade até o local da facada, onde subirá em um trio elétrico e discursará, finalizando a programação do dia. A previsão inicial era de que o presidente ainda visitasse a Santa Casa, mas, segundo o QG, a possibilidade foi descartada.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a partir desta terça-feira (16), os candidatos poderão dar início à propaganda eleitoral, com comícios, distribuição de material gráfico de campanha como “santinhos” e adesivos, entre outros.

No dia 15 do mês passado, Bolsonaro esteve em Juiz de Fora onde participou de um culto da 43ª Convenção Estadual das Assembleias de Deus (Conamad). No evento evangélico, Bolsonaro relembrou o caso.

“Depois de quase quatro anos, eu retorno a Juiz de Fora. Em cada 100 médicos que me viram naquele estado ou melhor, a maioria dos médicos que me viram naquele estado disse que a cada 100 pessoas que levam uma facada daquela, apenas uma tinha a chance de sobreviver. Alguns acham que é sorte. Eu acho que é outra coisa: é a mão de Deus. Ou melhor, eu tenho a certeza”, disse na data.

No dia, o presidente chorou ao visitar a Santa Casa de Misericórdia local, onde recebeu os primeiros socorros após a facada, se disse grato à equipe médica e se emocionou lembrando que, no dia do atentado, rezou para se recuperar e não deixar órfã a filha, Laura.

Amanhã, Bolsonaro deverá comparecer à posse dos ministros Alexandre de Moraes e Ricardo Lewandowski — que vão assumir, respectivamente, a presidência e a vice-presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A solenidade na Corte eleitoral está prevista para ocorrer em Brasília às 19h.

Fonte: Correio Braziliense