Eduardo Paes contraria Bolsonaro e mantém desfile de 7 de setembro no centro do RJ

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

“Prefeito aqui não trabalha na birra nem na fofoca. Preferências políticas e administração são coisas distintas”, postou Paes

Eduardo Paes (PSD-RJ), prefeito do Rio de Janeiro, resolveu contrariar Jair Bolsonaro (PL). Ele foi às redes, nesta sexta-feira (5), para anunciar que o desfile militar de 7 de setembro será realizado na Avenida Presidente Vargas, no centro da capital do Rio, “onde o exército organizou e aonde sempre foi feito”.

“Evento organizado aonde o exército solicitou e aonde sempre foi feito. Simples assim! Prefeito aqui não trabalha na birra nem na fofoca. Preferências políticas e administração são coisas distintas. E as posições políticas aqui sempre foram claras”, publicou o prefeito no Twitter.

Bolsonaro havia encarregado o Exército de alterar o local do desfile militar para a Praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio, um dos redutos das bolsonaristas, onde se realizam, tradicionalmente, manifestações favoráveis ao presidente e à extrema direita em geral.

Até aliados temem tumultos na cidade, caso desfile seja no reduto bolsonarista

Até mesmo lideranças do Centrão, aliadas de Bolsonaro, demonstraram preocupação com a possibilidade de o desfile se tornar um ato político, como Bolsonaro gostaria, causando tumultos na cidade.

O presidente insiste em atacar instituições como o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com o intuito de tentar convencer a população de teses absurdas, como o sistema eleitoral não ser eficaz e que o Judiciário atrapalha seu governo.

Fonte: Revista Fórum