Sensação do Barça se naturaliza espanhol e pode jogar Mundial no Brasil

Ansu Fati, o jogador mais jovem a marcar pelo Barcelona na liga espanhola e a estrear na Liga dos Campeões, pode estar a caminho do Brasil. O atacante de 16 anos, nascido em Guiné-Bissau, obteve cidadania espanhola nesta sexta-feira, 20, e deve ser convocado pela seleção da Espanha que disputará a Copa do Mundo sub-17. O torneio acontece de 2 de outubro a 17 de novembro, com sedes em Brasília, Goiânia e Cariacica-ES.

O jogador nascido na África mora na Espanha desde os seis anos e é tratado como joia da base do Barcelona desde que chegou, aos nove. Devido a seu sucesso precoce e à “concorrência” das seleções de Guiné-Bissau e também de Portugal, terra do pai do jogador, a Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) solicitou seu processo de naturalização com urgência.

Nesta manhã, de acordo com várias publicações do país, o Conselho de Ministros da Espanha autorizou a concessão do passaporte de Fati, depois de cerca de três meses de avaliação. O jovem atacante estreou pela equipe profissional do Barcelona no fim do mês passado, contra o Bétis, e, já marcou dois gols em quatro jogos. Na última terça-feira, ele estreou como titular na Liga dos Campeões, no empate em 0 a 0 com o Borussia Dortmund, na Alemanha.

Confirmada sua escolha, Ansu Fati deverá se juntar a uma série de atletas naturalizados da seleção espanhola, que atualmente inclui os brasileiros Diego Costa, Thiago Alcântara e Rodrigo Moreno na equipe adulta.

Fonte: veja.abril.com.br/esporte/sensacao-do-barca-se-naturaliza-espanhol-e-pode-jogar-mundial-no-brasil