Sono no inverno: 7 dicas para dormir melhor – ViDA & Ação

Pesquisa on-line realizada pela SleepUp, plataforma que utiliza terapia digital para ajudar no tratamento da insônia, com mais de 500 participantes mostrou que 24% afirmaram dormir pior nessa época do ano. Para quase 46% deles, o frio em si é o principal fator que atrapalha o sono e para mais de 23% o que prejudica o sono são problemas respiratórios comuns desse período. Como forma de minimizar o impacto das baixas temperaturas no descanso noturno, as pessoas recorrem a algumas estratégias. Mas segundo o levantamento, 44% estão adotando comportamentos que mais prejudicam do que ajudam na qualidade do sono, dentre eles, 13% utilizam o celular ou televisão para esperar o sono chegar. “As estratégias adotadas, como utilizar aparelhos eletrônicos, é um dos maiores fatores que prejudicam o sono, fazendo o efeito oposto, causando atraso no processo de adormecer e um sono mais leve e fragmentado”, comenta Gabriel Pires, diretor de pesquisa da SleepUp. Estudos indicam que a temperatura ambiente ideal para proporcionar um bom descanso à noite é entre 18ºC e 22ºC. Por isso, é muito comum que com a chegada do inverno as pessoas sintam impactos na qualidade do sono. E além de ser mais gostoso dormir no friozinho, dormir bem nessa época do ano ajuda a melhorar a imunidade e a combater problemas respiratórios, o segundo problema mais apontado no levantamento realizado pela SleepUp. “O sono é muito importante para a imunidade. Ficar sem dormir ou dormir mal pode prejudicar o sistema imunológico e a resposta imune, tornando as pessoas mais suscetíveis a gripes e resfriados, além de intensificar quadros de rinite, sinusite, alergia, asma, entre outros, muito comuns no inverno”, aponta Gabriel. “Quando relaxamos e dormimos, a nossa temperatura corporal diminui. Somado a isso, as madrugadas são, normalmente, mais frias. Assim, é preciso ficar atento a alguns pontos importantes antes de dormir para que esse frio excessivo durante a noite não cause despertares noturnos e não prejudique o descanso”, complementa.

Gabriel Pires dá algumas dicas do que fazer e do que evitar para ter uma noite de sono mais tranquila e agradável a fim de aproveitar o frio para otimizar o descanso. Confira!

• Utilize pijamas ou roupas quentes e confortáveis para dormir. • Tenha um bom cobertor de fácil acesso para o caso de sentir mais frio durante a noite, mas cuidado para não se aquecer demais, pois isso também irá atrapalhar o sono. • Se você tiver asma, rinite ou outros problemas respiratórios, evite cobertores ou roupas que possam causar alergia, como os de lã. • Bebidas quentes ajudam a aquecer e relaxar, mas não exagere na quantidade para não ter que acordar durante a noite para ir ao banheiro. • Evite bebidas alcoólicas, com cafeína e outros tipos de estimulantes, como chá mate ou chá verde. Dê preferência a chás de camomila, valeriana e passiflora. • Pode ser tentador passar mais tempo deitado debaixo das cobertas, mas evite permanecer na cama além do período em que de fato for dormir – ou seja, não fique vendo TV, usando internet ou o celular. • Não recorra a remédios para dormir sem acompanhamento médico, dê preferência a soluções não farmacológicas e que tratam as causas do problema. Outras dicas de higiene do sono, como fazer atividades físicas durante o dia, estabelecer uma rotina com horário para dormir e acordar, evitar o uso de dispositivos eletrônicos próximo do momento de ir para a cama, preparar o ambiente e deixá-lo agradável com baixa luminosidade e ausência de barulhos, também são formas de melhorar a qualidade do sono.

Fonte: www.vidaeacao.com.br/sono-no-inverno-7-dicas-para-dormir-melhor