Profissionais da Enfermagem: muito mais do que salvar vidas – ViDA & Ação

Neste 12 de maio é celebrado o Dia Internacional do Enfermeiro e da Enfermagem. A data simboliza a importância do profissional e suas contribuições à sociedade com o cuidado de pessoas. Tradicionalmente comemorada entre 12 e 20 de maio, a Semana Brasileira da Enfermagem, esse ano, será celebrada durante todo o mês – no dia 20 é o Dia dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem. Em 2022, o tema central é a “Enfermagem no contexto da pandemia pela Covid19: que lições aprendemos?”. 

“Nos últimos dois anos, os profissionais de enfermagem trabalharam no limite, submetidos às jornadas exaustivas, sem condições de trabalho, lutando diariamente para salvar a vida de centenas de pessoas contaminadas. Muitos morreram de Covid, outros foram afastados e dezenas continuam com sequelas da doença ou sofrendo com problemas psicológicos e emocionais”, conta a deputada Enfermeira Rejane (PCdoB), do Rio de Janeiro.

Ainda segundo ela, apesar de todas as dificuldades, a Enfermagem alcançou um protagonismo, que sempre teve, embora invisível, sendo aplaudida por toda a sociedade e seus trabalhadores considerados heróis. “Não se permite mais que a Enfermagem seja negligenciada pelos gestores públicos ou privados”, ressaltou. Em busca de valorização, a categoria entrou em maio lutando pela aprovação, na Câmara dos Deputados, do projeto de lei 2564 que estabelece o piso salarial nacional.

imagem13-05-2022-19-05-43
imagem13-05-2022-19-05-43

A oportunidade é válida para apresentar algumas reflexões sobre o quanto os enfermeiros podem ser profissionais polivalentes e multifacetados, exercendo também papéis de liderança em cuidado, inclusive nos meios digitais. É importante esclarecer que a enfermagem é uma ciência, que tem como objetivo cuidar do ser humano nos âmbitos individual, familiar e comunitário.

Para isso, é desenvolvido pelos profissionais, atividades que promovem a prevenção, promoção, reabilitação e restauração da saúde. Isso vai além do ato assistencial ou do simples emprego de técnicas corretas na administração de medicamentos e procedimentos, incluindo também o planejamento do cuidado com cada pessoa.

Ana Carolina Nascimento Raymundo, enfermeira e head de Care Value, da Nilo Saúde, destaca que na área assistencial, o enfermeiro é de enorme importância para o sistema de saúde público e privado.

“Os profissionais de enfermagem são os pares dos médicos na atenção primária à saúde. Na gestão pública ou privada de serviços hospitalares, unidades de homecare, pronto-atendimento, operadoras e seguradoras de saúde, além das consultorias, há uma ampla gama de atuação destes profissionais em posições de liderança, desenvolvendo protocolos e fazendo a gestão de pessoas e do serviço como um todo”, destaca.

De acordo com a especialista, o enfermeiro também atua como um educador. Recentemente, os profissionais ganharam um espaço importante no mundo da saúde digital, atuando com a tele-enfermagem. Pela via digital, é possível acompanhar longitudinalmente populações específicas, levantando conhecimento e encorajando o autocuidado, para que as pessoas possam ter melhores desfechos em sua saúde. Esse formato traz um protagonismo à enfermagem, pois permite ao profissional exercer com plenitude o papel de orientar e educar a população.

Ana destaca que o enfermeiro consegue trazer do mundo físico para o digital, a capacidade de liderar as equipes de saúde. “Com mais espaço para gerir, o profissional contribui para um olhar mais humanizado e centrado na pessoa, organizando todo um serviço focado na entrega de resultados tanto para os indivíduos, quanto para o sistema de saúde. Sua atuação é fundamental na sustentabilidade do sistema de saúde, pois, atuando no topo de sua licença, consegue melhorar a resolutividade dos serviços e qualificar a demanda com a equipe, desafogando os atendimentos médicos, trazendo mais satisfação aos profissionais e pacientes”, aponta a profissional.

O desenvolvimento da autonomia do enfermeiro é um ganho para a equipe de saúde, pois cada um contribui em prol de um sistema ágil e resolutivo, que possa gerar acesso e entregar valor para as pessoas. Lideranças enfermeiras têm um enorme potencial para ajudar a desenvolver e aprimorar os serviços públicos e privados de saúde, como já ocorre em países como o Canadá e o Reino Unido, onde o enfermeiro ocupa muito mais espaços de liderança e atua com muito mais autonomia. Hoje, os canais de cuidado digital são muito propícios para que a enfermagem desempenhe esse papel no Brasil.

No atendimento digital praticado pela Nilo Saúde, o enfermeiro tem atuação forte junto a uma equipe multidisciplinar, em binômio com o médico. Nesse formato, os resultados apontam alta satisfação (92 NPS, 99,2 CSAT) e alta resolutividade (88%) na APS Digital. Esses dados confirmam o valor da enfermagem e os potenciais do enfermeiro no papel de gestor da saúde.

imagem13-05-2022-19-05-44
imagem13-05-2022-19-05-44

A Carefy, healthtech de gestão e monitoramento de internações, ressalta que o enfermeiro é peça vital no funcionamento de instituições de saúde, nos mais variados sentidos, desde o cuidado aos pacientes até a auditoria de processos. O enfermeiro é peça vital no funcionamento de hospitais, desde o cuidado direto com o paciente, bem como no papel de auditoria.

Responsável por uma série de processos, o profissional de enfermagem é essencial para o controle de gastos e para mensurar a qualidade da assistência de uma instituição de saúde. O enfermeiro auditor é o profissional responsável pela análise e comparação dos processos, condutas e uso de materiais, medicamentos e procedimentos realizados durante um atendimento de saúde, seja ele feito em um hospital ou em uma clínica.

Neste papel, o enfermeiro é de extrema importância para o funcionamento dos processos da instituição de saúde e para a sustentabilidade dos sistemas, tanto público quanto privado. Por meio da auditoria é possível identificar divergências e agir estrategicamente para a redução de custos e otimização do serviço.

Neste caso, a tecnologia pode ser essencial para auxiliar o profissional. O trabalho, feito manualmente, ainda é mais suscetível a erros e também torna o processo mais lento e trabalhoso. Segundo Antonia Vasques, enfermeira da Carefy, ainda que de suma importância para o ecossistema de saúde, o profissional de enfermagem ainda enfrenta, como principal desafio, a desvalorização.

“O principal desafio da profissão é sem dúvida a desvalorização, tanto no ambiente profissional como no ambiente pessoal. Infelizmente muitas pessoas não entendem toda a dimensão do trabalho de um profissional da enfermagem e por isso não sabem da importância que temos, não só relacionado ao cuidado ao paciente mas também na gestão hospitalar e alinhamento dos processos”, ressalta.

imagem13-05-2022-19-05-45
imagem13-05-2022-19-05-45

Para Erika Monteiro, COO da Carefy, healthtech de gestão e monitoramento de internações, a tecnologia deve ser encarada não apenas como ferramenta, mas também como extensão do trabalho do profissional enfermeiro.

“O profissional jamais será substituído, no entanto, é primordial que ele se atualize e se adapte às novas tecnologias, uma vez que a transformação digital na área da saúde é um caminho sem volta”, ressalta a executiva. Para ela, a tecnologia não vai substituir a sua função e sim será uma aliada na auditoria de enfermagem, o profissional conseguirá desenvolver suas habilidades com muito mais assertividade.

Ainda de acordo com a executiva, a enfermagem é uma área que exige muito estudo do profissional por se tratar de um campo mutável e dinâmico. A necessidade de estudos é uma das habilidades do enfermeiro auditor devido às constantes situações de pesquisa, argumentações e principalmente análises técnicas e administrativas dos processos.

“Todas as vezes que existir uma nova tabela, um novo contrato, convênio ou até mesmo inovações técnicas e tecnológicas, o estudo acerca do assunto deve ser intensificado para garantir a ação mais eficaz e assertiva”, completa.

Já quanto às habilidades interpessoais, Erika aponta tratar-se de características essenciais para o enfermeiro auditor. O dia a dia da auditoria de enfermagem envolve lidar em contato direto com a equipe assistencial da instituição de saúde. Isso abrange se relacionar com profissionais de diversas áreas, com as mais diferentes características e personalidades.

“Para os enfermeiros, é importante desenvolver uma comunicação assertiva com os profissionais associados à sua rotina, proporcionando um ambiente de trabalho com uma cultura organizacional excelente”, diz.

Antonia destaca a importância do profissional à frente dos processos. “O enfermeiro auditor possui a tarefa de analisar e conferir todos os processos que estão ligados ao paciente. Desde a autorização dos exames, antes do paciente estar internado, até a sua alta e consequentemente avaliação da conta. Este trabalho garante que o paciente esteja recebendo um atendimento eficaz e de alta qualidade e que esteja de acordo com as necessidades dele naquele momento difícil que impacta não só ele mas toda a sua família”, conclui a profissional.

Desta maneira, o profissional de enfermagem é essencial para o controle de gastos e para mensurar a qualidade da assistência de uma instituição de saúde. Os enfermeiros auditores são fundamentais para a manutenção da qualidade e devem ser vistos como os representantes da gestão, pois são os responsáveis pela evolução qualificada dos sistemas de saúde.

Neste contexto pós-Covid e de luta por reconhecimento, a deputada Enfermeira Rejane entrega o Prêmio Anna Nery a mais de 30 trabalhadores da saúde, em solenidades por todo o Estado do Rio de Janeiro. A honraria da Assembleia Legislativa do Estado (Alerj) homenageia profissionais e instituições que reconhecidamente prestam relevante contribuição ao desenvolvimento da saúde fluminense.  As premiações começaram na quinta-feira, dia 11 de maio, na Escola de Enfermagem Alfredo Pinto, a primeira a ser fundada no Brasil. A homenageada foi a atual diretora da unidade, Professora Cristiane Rodrigues da Rocha.

imagem13-05-2022-19-05-45
imagem13-05-2022-19-05-45

Também durante a Semana da Enfermagem, a Casa de Saúde Saint Roman (CSSR), clínica psiquiátrica em Santa Teresa, no Rio de Janeiro, mobilizará uma equipe para realizar ação social gratuita aberta ao público. Será nos dias 12 e 13 de maio (quinta-feira e sexta-feira), das 9h as 12 horas. Serão oferecidos educação em saúde, aferição de pressão arterial, verificação da temperatura corporal, hemoglucoteste e orientação para acompanhamento médico. O evento acontece no spaço aberto, em frente a CSSR, na Rua Almirante Alexandrino, 1342 a 1368.

 

Com Assessorias

‘Linha de frente’: Rio faz homenagem a profissionais de Enfermagem
‘A única coisa que desejo pra nossa categoria é respeito’, diz enfermeira
Covid-19 deixa lição de empatia, dizem enfermeiras recuperadas
Linha de frente abatida: Covid já matou mais de 1.200 médicos e enfermeiros

Fonte: www.vidaeacao.com.br/profissionais-da-enfermagem-muito-mais-do-que-salvar-vidas