Integral, branco, sem casca… qual é o pão mais saudável? – ViDA & Ação

Com ou sem casca, integral ou branco, na chapa, torrado e em tantas outras diversidades, o famoso pão de forma está presente na nossa cultura há mais de um século, especialmente, no cotidiano dos brasileiros. O alimento, que além de prático e versátil, também é uma das principais fontes de carboidrato, responsável por fornecer a energia que faz o corpo funcionar.

Por todos esses motivos em 16 de outubro celebramos o Dia Mundial do Pão. A data instituída em 2000, em Nova York, pela União Internacional de Padeiros e Afins, para homenagear este que é um dos alimentos mais populares nas mesas de todo o mundo, e que se adapta às diferentes culturas e hábitos diários. Somente no Brasil, são 140 mil padarias, 70 mil delas em São Paulo.

De acordo com a Associação Brasileira de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (Abimapi) o pão de forma foi inventado em 1912, quando o norte-americano Otto Rohwedder criou a primeira máquina que chegava a cortar até quatro mil fatias por hora. Desde esta data até os dias atuais já se passaram 105 anos e o alimento não deixou de ser procurado e consumido pela população.

Seja ele francês, sírio, australiano, italiano ou de forma, o pão leva em sua composição ingredientes básicos, como água, sal e trigo. Contudo, com o passar dos anos, as receitas foram aprimoradas, levando ingredientes mais saudáveis e completos, também com opções como integral e sem glúten.  Há algumas combinações que podem deixar o prato mais saudável e nutritivo.

Pão é um alimento muito versátil. Contudo, como ele é normalmente feito com a farinha branca, que perde grande parte dos nutrientes no processo de refinamento, ele não é um alimento muito rico em nutrientes. Por isso vale a pena testar opções mais saudáveis, saborosas e menos calóricas. Outra alternativa é buscar no mercado opções prontas, como pães sem glúten, por exemplo”, explica a engenheira de alimentos Amanda Roman Guedes, da Jasmine Alimentos. 

Os pães industrializados são produzidos em sua maioria à base de farinha de trigo, podem ser fermentados ou não e conter outros ingredientes, como sementes, castanhas e frutas secas. Assim como as massas, batatas, mandioca e outros cereais, são alimentos ricos em carboidratos. De acordo com Maria Julia Couto, consultora em nutrição da Abimpi, uma dieta pobre neste nutriente pode trazer efeitos indesejados para a saúde.

Fraqueza, mal-estar, desidratação, perda de massa magra, menor resistência a infecções, dentre outros problemas. Para o bom funcionamento do organismo, de 50 a 60% das calorias que nós ingerimos devem vir dos carboidratos”, ressalta.

A especialista destaca que o pão, por si só, não engorda. O que causa excesso de peso é o consumo exagerado de carboidratos, bem como de qualquer outro macronutriente, como proteínas e gorduras. “O ganho ou a perda de peso depende de diversos fatores, tais como a relação positiva com a comida, a diversidade de alimentos, prática de atividades físicas somados a outros hábitos saudáveis”, conclui Maria Julia.

Com tantas opções disponíveis no mercado, é bem importante saber as propriedades de cada ingrediente usado na produção do pão para identificar qual efeito determinado tipo pode causar na sua alimentação. Para explicar sobre os benefícios que tornam o tradicional pão de forma mais saudável, a especialista faz uma breve explicação:

Conheça os diferentes tipos de pão

Pão branco – elaborado a partir de farinha de trigo, é fonte de energia rápida e contém vitaminas como ferro e ácido fólico. Algumas pesquisas iniciais apontam que seu consumo estimula o desenvolvimento de bons microrganismo no intestino, os lactobacillus, que colaboram com a saúde intestinal.

Integral – parte ou 100% da massa é composta pela farinha integral. Pode ser acrescido de grãos que são ricos em fibras e gorduras boas.

Light – redução de pelo menos 25% de um dos seus componentes, que podem ser calorias ou a quantidade de sal. Verifique na embalagem.

Preto – elaborado a partir de uma mistura de farinhas, inclusive integrais, é uma boa fonte de fibra. Alguns pães podem conter mel na formulação. Se o objetivo é a perda de peso ou se você tem alguma restrição de açúcar, seu consumo deve ser orientado.

De centeio – o farelo do centeio é fonte de fibra insolúvel que colabora com o bom funcionamento do intestino e reduz o risco de câncer.

Com linhaça – por ser fonte de ômega-3, traz benefícios anti-inflamatórios, antioxidantes e auxiliam no bom funcionamento do coração. Além disso, contém uma substância chamada lignana, semelhante ao hormônio estrógeno produzido pelas mulheres, e pode ajudar na prevenção do câncer de mama e também auxilia o bom funcionamento do intestino.

Com aveia – a substância beta-glucana encontrada neste tipo de pão ajuda a reduzir os níveis de colesterol e triglicérides no sangue, e também colabora com o bom trabalho do intestino.

7, 9, 12 e 15 grãos – possui grãos variados, de diferentes combinações. Importante ressaltar que o número de grãos não corresponde a um teor maior de fibras. Vale a pena consultar o rótulo dos produtos para verificar.

Três receitas saudáveis a partir de pães

Além das receitas para fazer pães, há possibilidades que levam o pão já pronto como ingrediente, seja como prato principal ou acompanhamento. Confira três opções de receitas preparadas pela Jasmine Alimentos. 

Receita de pão lowcarb de frigideira

Ingredientes:

Modo de preparo:

Misture todos os ingredientes até a massa ficar homogênea. Pode ser com garfo mesmo. Pré-aqueça a frigideira e despeje. Deixe dourar dos dois lados em fogo médio e a receita está pronta. Pode ser combinada com uma variedade de recheios, como de carne, frango, queijo, legumes ou maionese de tofu.

imagem16-10-2020-21-10-58
imagem16-10-2020-21-10-58

Receita de brusquetas

Ingredientes:

Modo de preparo:

Em uma panela refogue o molho de tomate com os legumes selecionados. Pegue o pão multigrãos, coloque em uma forma e os disponha sobre ela. Coloque os legumes refogados por cima do pão e leve ao forno por 20 minutos na temperatura média. Em seguida estará pronto para servir!

Receita de Farofa de Repolho e Mix de Soja

Ingredientes:

Modo de preparo:

Torre e processe o pão sem glúten até virar uma farinha e reserve. Em seguida esquente 1 colher de sopa de azeite de oliva. Coloque o repolho e refogue por 4 minutos até amolecer. Tempere com sal e pimenta e acrescente o ghee (ou azeite) e a farinha de pão sem glúten, mexendo por mais uns 5 minutos até secar bem. Finalize com o mix de soja, o sal e a cebolinha verde.

imagem16-10-2020-21-10-58
imagem16-10-2020-21-10-58

Com Assessorias

Fonte: www.vidaeacao.com.br/pao-mais-saudavel

Coronavírus em Tempo Real