Idosos cariocas acima de 80 anos começam a ser vacinados no Rio – ViDA & Ação

Começou nesta segunda-feira (1/2) a vacinação contra a covid-19 dos idosos cariocas a partir de 80 anos de idade. Até o dia 27 de fevereiro, eles podem ser vacinados nas 236 clínicas da família e centros municipais de saúde. Além das unidades de Atenção Primária, haverá vacinação no sistema drive-thru no dia 6 de fevereiro e nos sábados subsequentes para atendê-los.

Esses postos funcionarão das 8h às 12h, nas policlínicas Lincoln de Freitas Filho (Santa Cruz) e Guilherme Manoel da Silveira (Bangu), no CMS Belizário Penna (Campo Grande), no Sambódromo, na Cidade Universitária e no campus da UFRJ, em Botafogo, no Parque Madureira, no Estádio do Engenhão, e no Parque Olímpico. Também haverá drive-thru realizado pela Uerj, de segunda a sexta, das 9h às 15h, com vacinas disponibilizadas pela SMS.

É importante que o idoso que for se vacinar leve seu documento de identidade e, se possível, a caderneta de vacinação. Mais de 130 mil pessoas já foram vacinadas no município e, na medida em que novas doses da vacina forem entregues, o público da campanha será ampliado.

A recomendação para vacinação de idosos restritos ao leito (acamados) é procurar no Onde Ser Atendido (https://www.subpav.org/ondeseratendido/) a unidade de referência e entrar em contato para informar. A equipe fará o cadastro e passará as orientações sobre a vacinação. Em caso de dificuldade, é possível também solicitar o agendamento pelo e-mail: agendamento…@rio.rj.gov.br

O secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, esteve no Centro Municipal de Saúde Píndaro de Carvalho Rodrigues nesta manhã para acompanhar a vacinação no local. Até o momento, cerca de 2,08% da população carioca já foi vacinada, 140 mil pessoas em média. Com esse número, o Rio de Janeiro é uma das cidades que mais vacinaram contra a Covid no país.

Estamos trabalhando sempre no limite de acabar as doses, porque o objetivo é vacinar com a maior velocidade para proteger a população o mais rápido possível. Essa vacina é essencial para evitar internações e óbitos. Temos a expectativa de receber mais doses e a boa notícia de não termos mais pacientes esperando por leito para Covid na cidade. Mas todo mundo tem que estar muito atento”, alertou o secretário.

Cerca de 20.000 idosos, que fazem parte de projetos sociais da Prefeitura do Rio e são cadastrados no Programa Bolsa Família, serão vacinados com o apoio das Secretarias Municipais de Assistência Social e Envelhecimento Saudável, que vão atuar junto à SMS nesta etapa da campanha fornecendo o transporte daqueles que necessitarem.

Soranz comentou a necessidade de atender também esse público em maior vulnerabilidade social: “É uma situação que me preocupa muito. A abertura de 200 leitos já no início do governo favoreceu bastante a diminuição da fila por internação, mas ainda há 980 pessoas internadas na rede pública da cidade. A doença ainda inspira cuidados de todos”.

imagem02-02-2021-05-02-18
imagem02-02-2021-05-02-18
A jornalista Zuleide Souza de Lima, de 101 anos, foi a primeira a ser vacinada nesta segunda (Foto: Divulgação SMS)

Primeira idosa a ser vacinada na unidade, a jornalista Zuleide Souza de Lima tem 101 anos e 11 meses, 3 netos e 13 bisnetos. Moradora do Leblon, ela cuida da saúde e da alimentação e fez questão de tomar a vacina: “É uma delícia. Todos têm que tomar porque é importante para a segurança de todo mundo”, afirmou.

O advogado Milton Soldani Afonso, de 99 anos, acorda às 5h30 da manhã para praticar exercícios físicos. Com 4 filhos, 12 netos e 4 bisnetos, o morador de Ipanema conta que viveu muitas batalhas ao longo da vida. A mais recente foi a luta contra a covid-19, que o levou a ser internado por 26 dias, chegando a estar em estado gravíssimo: “Deus tem me abençoado sobremaneira. Eu sempre fui um sonhador, e a vacina foi mais um sonho”.

imagem02-02-2021-05-02-19
imagem02-02-2021-05-02-19
O advogado Milton Soldani Afonso, de 99 anos, chegou a ficar internado por 26 dias com a Covid-19 (Foto: Divulgação/SMS)

O vendedor Armando Sasson tem 101 anos, 4 filhos, 8 netos e 2 bisnetos. Ele queria chegar às 6 horas no posto. O morador da Lagoa diz que o segredo da longevidade é acreditar na vida: “Estou sentindo uma alegria muito grande. Acredito na vacina, uma oportunidade para nos livrarmos desse Covid. Quem está com medo tem que ser orientado. Ter medo é normal, mas é muito importante se vacinar”.

Confira as datas e públicos desta etapa da vacinação:

1 segunda-feira – Pessoas a partir de 99 anos2 terça-feira – Pessoas com 98 anos3 quarta-feira – Pessoas com 97 anos4 quinta-feira – Pessoas com 96 anos5 sexta-feira – Pessoas com 95 anos6 sábado – Pessoas a partir de 95 anos8 segunda-feira – Pessoas com 94 anos9 terça-feira – Pessoas com 93 anos10 quarta-feira – Pessoas com 92 anos11 quinta-feira – Pessoas com 91 anos12 sexta-feira – Pessoas com 90 anos13 sábado – Pessoas entre 90 e 94 anos15 segunda-feira – Pessoas a partir de 89 anos16 terça-feira – Pessoas com 88 anos17 quarta-feira – Pessoas com 87 anos18 quinta-feira – Pessoas com 86 anos19 sexta-feira – Pessoas com 85 anos20 sábado – PESSOAS ENTRE 85 E 89 ANOS22 segunda-feira – Pessoas com 84 anos23 terça-feira – Pessoas com 83 anos24 quarta-feira – Pessoas com 82 anos25 quinta-feira – Pessoas com 81 anos26 sexta-feira – Pessoas com 80 anos27 sábado – PESSOAS ENTRE 80 E 84 ANOS

A Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) começou a vacinar contra a Covid-19 os idosos com 99 anos ou mais, nesta segunda-feira (01/02). A imunização acontece no campus Maracanã no esquema drive-thru e vai ocorrer sempre de segunda a sexta-feira, das 9h às 15h, de acordo com as faixas etárias determinadas pelo Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde, seguindo o calendário divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde. O calendário prevê uma idade por dia, ou seja, nesta terça-feira (2/2), serão vacinados aqueles com 98 anos, e assim o procedimento seguirá nos próximos dias.

A primeira a chegar para se vacinar na Uerj foi Haymee Lima Figueiredo, de 99 anos. A idosa que está morando na casa da neta temporariamente, completará 100 anos do dia 21 de maio e não escondeu a alegria de ser a imunizada. “Estou muito feliz, em breve vou poder sair sem máscara, encontrar os familiares e voltar a morar na minha casa”, ressaltou.

Neta de Haymme, a professora Sanny Cotta disse que a avó sempre foi muito ativa e estava na expectativa de tomar a vacina. “Ela sempre morou sozinha, mesmo com 99 anos, mas ela levou um tombo e, desde então, ficou com alguma dificuldade de locomoção. Com a pandemia, achei melhor levar ela para morar comigo, até se recuperar totalmente. Agora, com a vacina, ela está com esperança de retomar a vida dela como era antes”, explicou.

Para o reitor em exercício da Uerj, Mario Sergio Alves Carneiro, é um orgulho a Uerj poder ajudar no processo de vacinação, prestando esse serviço à população. “O reitor Ricardo Lodi já havia determinado que a Uerj se colocasse à disposição e logo depois recebemos a proposta da prefeitura de criar o esquema drive-thru e nós aceitamos na hora. Temos uma área de Saúde muito importante e todos esses profissionais estarão trabalhando para vacinar a nossa população.

Vacinação de idosos em São Paulo começa dia 8 de fevereiro

Na última sexta-feira (29/1), o governo de São Paulo anunciou o início da vacinação contra covid-19 em idosos. A partir do dia 8 de fevereiro, pessoas com 90 anos ou mais passarão a receber doses do imunizante. Na semana seguinte, a partir do dia 15 de fevereiro, o programa será ampliado para vacinar também pessoas entre 85 e 89 anos. De acordo com o governo, ao todo, serão imunizados 515 mil idosos.

imagem02-02-2021-05-02-20
imagem02-02-2021-05-02-20
Vacina contra covid-19 começará a ser aplicada em idosos em SP (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)

A escolha das faixas etárias leva em conta a vulnerabilidade desses grupos. Segundo dados da Secretaria de Saúde paulista, um em cada três idosos com mais de 90 anos que desenvolveram a covid-19 morreu.

Quero tranquilizar as demais pessoas com idade avançada. Gradualmente vacinaremos quem está entre 80 e 85 anos, 75 e 80 anos, 70 e 75 anos, assim como pessoas acima de 60 anos. Todos estão na escala de prioridade do Plano Estadual de Imunização de São Paulo”, afirmou o governador  João Doria (PSDB).

Atualmente, a campanha de vacinação no estado de São Paulo está vacinando profissionais da saúde, indígenas, quilombolas e idosos que moram em asilos.

Com Assessorias e Agências

Fonte: www.vidaeacao.com.br/idosos-cariocas-acima-de-80-anos-comecam-a-ser-vacinados-no-rio