Covid-19 em ascensão no Brasil: Fiocruz pede o retorno das máscaras

São Paulo – A transmissão da covid-19 segue em tendência de forte alta no Brasilm com 45.073 novos casos e 143 mortes registrados no último período de 24 horas monitorado pelo Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass). Trata-se de um aumento de mais de 100% em comparação com duas semanas atrás. No dia 26 de maio, foram 14.970 infectados. O número de mortes segue em relativa estabilidade, graças às vacinas. Entretanto, as complicações e internações frequentes preocupam. De acordo com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a covid-19 é responsável por 92,22% das mortes por doenças respiratórias no país.

A Fiocruz divulgou hoje (9) o Boletim InfoGripe, que reforça o momento de nova alta do surto do coronavírus no país. O Sars-Cov-2 representa 70% dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) no país. “Em nível nacional, observa-se cenário claro de crescimento no número de casos semanais de SRAG associados à Covid-19 em todas as faixas etárias da população adulta”, informa a entidade.

Os infectados que desenvolvem Srag correspondem aos casos mais severos da doença, que são devidamente notificados em razão do tratamento médico necessário. “Para as ocorrências de SRAG na população em geral, a estimativa mostra crescimento de 39,5% na média móvel de casos semanais na comparação entre a primeira e última semana de maio. Na população adulta, a partir de 18 anos, a estimativa é de que esse crescimento tenha sido de 88,7%”, informa a Fiocruz.

Diante dos dados, a entidade reforça a necessidade de retomar imediatamente o uso obrigatório de máscaras no país; tanto em locais fechados como abertos. “É fundamental que a população retome certas medida simples e eficazes como o uso de máscaras, especialmente no transporte público, seja ele coletivo ou individual – tais como ônibus, trem, metrô, barcas, táxis e aplicativos″, informa o pesquisador Marcelo Gomes, coordenador do InfoGripe.

Gomes também reafirma a importância das doses de reforço das vacinas contra a covid-19. De acordo com dados do Ministério da Saúde, apenas 44,3% da população tomou três doses das vacinas, 77,% estão imunizados com duas doses. “Quem ainda não tomou a dose de reforço da vacina da Covid, é preciso tomar. A vacinação é simplesmente fundamental”, argumenta o especialista.

Fonte: www.redebrasilatual.com.br/saude-e-ciencia/2022/06/covid-19-em-ascensao-no-brasil-fiocruz-pede-retorno-das-mascaras