12 dicas para reduzir o desperdício de alimentos – ViDA & Ação

A população global deve atingir quase 10 bilhões em 2050. Mais de 2 bilhões de pessoas não têm acesso regular a alimentos seguros, nutritivos e suficientes. Quase 690 milhões de pessoas passam fome, um aumento de 10 milhões desde 2019. A pandemia da Covid-19 pode adicionar entre 83-132 milhões de pessoas a este número, dependendo do cenário de crescimento econômico.

O impacto da desnutrição em todas as suas formas, desnutrição, deficiências de micronutrientes, bem como sobrepeso e obesidade, na economia global, é estimado em US $ 3,5 trilhões por ano. Aproximadamente 14% dos alimentos produzidos para consumo humano, são perdidos a cada ano entre as fases de cultivo ou criação, até chegar ao mercado atacadista. Mais alimentos são desperdiçados entre estágios de varejo e consumo (veja aqui).

Falar sobre alimentação saudável e a importância de não desperdiçar alimentos tem sido uma agenda importante e necessária, seja no setor privado, público ou social. Cada vez mais, empresas e entidades governamentais e sociais têm se unido para que o acesso a uma alimentação básica e de qualidade seja universal.

Um dos resultados destes esforços aconteceu no último dia 9 de outubro, quando o Programa Mundial de Alimentação da Organização das Nações Unidas (PMA/ONU) recebeu o Prêmio Nobel da Paz pelos esforços da entidade na luta contra a fome. De acordo com uma pesquisa da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), o Brasil desperdiça 23,6 milhões de toneladas de alimentos por ano, gerando um prejuízo de mais de R$ 3 trilhões anuais.

Na semana em que se celebra o Dia Mundial da Alimentação (16 de outubro), o CyberCook lança o Índice Aproveitômetro, que consegue mensurar o valor economizado em cada preparo e, desta forma, quantificar o desperdício dos alimentos que sobram das receitas (veja abaixo).

imagem16-10-2020-12-10-59
imagem16-10-2020-12-10-59

Anote também estas dicas da nutricionista Adriana Stavro para reduzir o desperdício de alimentos e ainda uma receita de bolo de casca de banana funcional:

1. Planeje suas refeições. Criar um cardápio antes de fazer as compras, permitirá que você compre apenas o necessário.

2. Limpe a geladeira regularmente. Isso é um grande passo para uma vida com menos desperdício, uma vez que que você pode ver tudo o que tem lá dentro, evitando sobras, frutas e vegetais estragados. Tente fazer isso uma vez por semana.

3. Organize sua cozinha para que seja mais fácil cozinhar. Pode parecer óbvio, mas criar um espaço no qual você realmente goste de passar o tempo é fundamental.

4. Tenha cuidado com o tamanho das porções. Uma mudança simples é começar com uma porção menor,e repetir se ainda estiver com fome.

5. Armazene seus alimentos adequadamente. Pequenas mudanças, como manter o coentro em uma jarra de água na geladeira, não armazenar as cebolas e as batatas juntas, ou manter o leite e os ovos longe da porta da geladeira, aumentará muito a duração dos produtos perecíveis.

6. Lembre-se, o”primeiro a entrar, deve ser o primeiro a sair”. É um princípio de restaurante que você pode aplicar em casa, para evitar facilmente o desperdício. Isso significa que você deve girar as compras mais antigas para a frente da sua geladeira, para que possa encontrá-las facilmente e usá-las. Tirar um pouco mais de tempo quando guardar seus mantimentos, colocando os novos itens na parte de trás, e os antigos na frente, faz uma grande diferença no longo prazo.

7. Etiquete e date suas sobras. Quantas vezes você olhou para um pote cheio de um alimento, e se perguntou o que exatamente é, e se ainda está bom? Dedicar alguns minutos para etiquetar e datar seus alimentos com fita adesiva,ficará mais fácil saber o que você tem em mãos, e quando deve usá-lo.

8. Aprenda novas receitas. A capacidade de ser criativo na cozinha ajudará a transformar seus alimentos

9. Comece a fazer caldos caseiros. Aproveite talos dos vegetais para fazer caldos, sopa, refogados, molhos, feijão e arroz com um sabor especial.

10. Evite fazer compras quanto estiver com fome. Além de dificultar a concentração, sentir fome durante as compras pode causar um aumento nos seus gastos. Pesquisas mostraram que comprar comida com fome é um risco, pois os compradores têm a tendência de comprar itens que não precisam, ou encher o carrinho com lanches não saudáveis. Por isso, se sentir uma pontada de fome antes de sair, não hesite em fazer um lanche, mesmo que esteja fora da sua rotina típica de refeições.

11. Cozinhe “da raiz à folha”. Verduras, legumes e frutas são alimentos ricos em vitaminas e minerais, então o alimento como um todo é saudável. Mas alguns deles têm concentração maior de nutrientes nas partes que costumam ser desprezadas. As cascas de abacaxi podem ser utilizadas para fazer chá. As sementes de abóbora incrementam o preparo de uma salada. Já os talos de agrião ou brócolis podem servir para rechear uma torta ou farofa.

12. Se tudo mais falhar, faça compostagem! Se você simplesmente não conseguir encontrar outro uso para restos de comida, certifique-se de que eles acabem em uma caixa de compostagem ao invés de uma lata de lixo. Quando restos de comida vão para aterros sanitários, eles liberam metano , um gás de efeito estufa muito mais potente que o C02. É do interesse de todos que os restos de alimentos não consumidos, se transformem em compostagem.

RECEITA

Bolo de casca de banana funcional

Ingredientes:4 cascas de banana4 bananas2 xícaras de farinha de arroz1 xícara de fécula de batata½ xicara de polvilho1 colher de sobremesa de canela1 colher de chá de gengibre em pó1 ½ xícara de açúcar mascavo3 ovos½ xícara de óleo1 colher de fermento em pó1 ½ xícara de leite de coco ou outro de sua preferência

Modo de fazer:Faça uma calda com ½ xícara do açúcar mascavo. Corte as bananas em rodelas de ½ cm e distribua na assadeira. Lave bem as cascas e bata no liquidificador junto com os ovos, o óleo e o leite de coco. Depois misture os outros ingredientes, deixando o fermento por último. Mexa bem até formar um creme homogêneo. Despeje na assadeira com a calda e as bananas. Leve ao forno médio pré-aquecido por aproximadamente 40 minutos.

Conheça o Índice Aproveitômetro

imagem16-10-2020-12-10-00
imagem16-10-2020-12-10-00

A ferramenta criada pelo CyberCook se integra ao recurso “Aproveite o que sobrou”, que ajuda a encontrar novas receitas para transformar sobras de ingredientes que não foram utilizados em novos preparos.

Entre os meses de março a setembro de 2020, por exemplo, já com as medidas de isolamento e, por consequência, mais pessoas cozinhando em casa, a economia seria de cerca de R$ 1,7 milhão, um crescimento de mais de 125% em relação a dezembro de 2019, em mais de 94 mil buscas de ingredientes.

Para chegar a esse valor, o CyberCook faz um levantamento a cada três meses e utiliza as informações das buscas feitas no site – em cada receita há o custo total e o valor de todos os ingredientes. Se todas as receitas buscadas fossem efetivamente feitas e seus ingredientes utilizados na totalidade, esse seria o valor economizado.

Com Assessorias

Fonte: www.vidaeacao.com.br/12-dicas-para-reduzir-o-desperdicio-de-alimentos

Coronavírus em Tempo Real