Receita Federal libera consulta ao 3º lote de restituição do IR

Receita Federal abre às 9h desta quinta-feira, 8, as consultas ao segundo lote de restituições do Imposto de Renda de Pessoas Físicas (IRPF) de 2019. Segundo o Fisco, serão pagos neste lote 3,8 bilhões de reais a cerca de 2,9 milhões de contribuintes. Os depósitos serão liberados na próxima quinta-feira 15.

Do valor restituído neste lote, 298 milhões de reais serão pagos a 82.995 contribuintes prioritários. O grupo inclui idosos maiores de 60 anos, deficientes e professores que fizeram a declaração entre 2008 e 2018, mas estavam na malha fina. O restante é destinado para contribuintes que não são prioritários. Recebe antes quem entregou o IR no começo do prazo da declaração. As restituições tem correção de 2,58% da taxa Selic, referente ao período de maio a agosto. Neste mês também foi liberada a restituição de contribuintes que ficaram na malha fina entre 2008 e 2018.

Para verificar se a restituição foi liberada, o contribuinte pode acessar o site da Receita ou ligar para o Receitafone 146, e informar o CPF e a data de nascimento. Caso tenha entrado no lote, a situação da declaração será “crédito enviado ao banco”.

Os lotes de restituição são liberados mensalmente. Após as prioridades, o Fisco paga os contribuintes pela ordem de chegada. Há sete lotes de IR, que são liberados entre junho e dezembro, sempre na segunda quinzena.

O crédito deste lote será feito na conta corrente informada pelo contribuinte no momento da entrega do IR na próxima quinta-feira, dia 5. Neste ano, a receita

Os outros contribuintes contemplados são os que entregaram a declaração mais cedo. O Fisco libera a restituição por ordem de chegada. A Receita também paga IR de lote residual a 66.806 pessoas que tiveram a declaração retida na malha fina en Há sete lotes de IR, que são liberados entre junho e dezembro, sempre na segunda quinzena.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte deve ligar nos telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) ou ir a uma agência do Banco do Brasil para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

O dinheiro da restituição fica disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-lo  pelo site da Receita.

Fonte: veja.abril.com.br/economia/receita-federal-libera-consulta-ao-3o-lote-de-restituicao-do-ir