Rádio brasileira gera indignação ao boicotar Pabllo Vittar

Infelizmente o mundo ainda está cheio de preconceito! Por mais que Pabllo Vittar esteja brilhando no mundo todo, tendo sido eleita como uma das dez líderes da próxima geração pela revista Time e se apresentando no EMA 2019, aqui no Brasil ela vem sofrendo boicote de algumas rádios. Dá para acreditar?

Nesta terça-feira (12), um fã da cantora resolveu expor uma situação inaceitável que viveu ao pedir que a rádio catarinense Super FM 89 tocasse Parabéns, de Pabllo, para tocar. Acontece que ele recebeu de um funcionário da rádio a seguinte resposta: “Não tocamos Pabllo Vittar por aqui porque não sabemos se ele é homem ou mulher”.

A conversa, que aconteceu através do WhatsApp oficial da rádio, continuou com o vittarlover questionando se o funcionário não sabia o que era drag queen. “É que minha mãe e meu pai me ensinaram que na família existe apenas homem e mulher… Não existe outra coisa. Como será que é a identidade do Pabllo Vittar? Masculino ou feminino?”, respondeu o homem.

Depois que o garoto publicou a conversa em suas redes sociais, outras denúncias contra a rádio surgiram, de fãs de Pabllo que também haviam pedido músicas da cantora. “Não tocamos isso aí” foi outra resposta vinda do perfil da Super FM 89. “Não tem música pop na programação?”, quis saber o fã. “Tem música, não essas coisas aí… kkkk”, foi o que veio em seguida.

Em meio a tanta repercussão negativa, a rádio decidiu se posicionar e disse que o funcionário não responde pelos valores da marca. “Pedimos desculpas por isso. O responsável pelas respostas já foi identificado e responderá interna e administrativamente pelo ocorrido. Mais uma vez toda a equipe da rádio pede desculpas e reforça que a rádio não possui posicionamentos preconceituosos de qualquer natureza. Somos contra qualquer tipo de preconceito e desrespeito”, escreveu a rádio em seu perfil no Instagram, que mais tarde foi fechado.

Pior que essa não é a resposta de uma única rádio no Brasil, viu? Em setembro, o locutor da rádio paranaense Panorama 100.1 FM recusou o pedido de um ouvinte para tocar Pabllo no ar. Já a rádio baiana Oeste FM Barreiras 98.5 bloqueava quem pedia para ouvir Pabllo no WhatsApp no começo do ano.

Ainda bem que o preconceito dos outro não inibe o talento da diva, né? Brilha, Pabllo!

Fonte: capricho.abril.com.br/famosos/radio-brasileira-gera-indignacao-por-boicotar-pabllo-vittar