PSOL denuncia ‘monitoramento’ da PM em reunião em São Paulo

O PSOL denunciou a atuação da Polícia Militar de São Paulo em um encontro estadual das mulheres do partido, na sede do Sindicato dos Profissionais em Educação no Ensino Municipal, na capital, na manhã deste sábado, 3. De acordo com o partido, os policiais alegaram que estariam fazendo um “monitoramento” do evento.

A deputada federal Sâmia Bomfim (PSOL-SP) estava presente e relatou o ocorrido à Secretaria de Segurança Pública à Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil, que compareceu à reunião. De acordo com ela, os policiais foram à sede do sindicato em dois momentos diferentes da manhã.

“Sem qualquer mandado, pediram os documentos das organizadores, questionaram o que estava acontecendo e não esclareceram se houve alguma denúncia. Disseram apenas que era o procedimento padrão, mas trata-se de um evento fechado, que nem precisa de autorização prévia”, afirma a deputada. “É a primeira vez que isso acontece em um encontro do PSOL. Não vivemos tempos de normalidade”, acrescenta.

Segundo a parlamentar, haverá uma reunião com o secretário de Segurança Pública de SP, o general João Camilo Pires de Campos, ainda este mês., para tratar desta abordagem. Em nota, a PM afirmou que os policiais foram ao local para verificar a concentração de pessoas e se haveria algum ato após o encontro. “Tudo visando às providências da Polícia Militar para a segurança do evento”, disse a corporação.

Fonte: veja.abril.com.br/politica/psol-denuncia-monitoramento-da-policia-militar-em-reuniao-em-sao-paulo