Profissional de turismo passa por reviravolta e hoje é chef de cozinha

Escolher uma profissão aos 20 e poucos anos não é uma tarefa fácil. Na hora de prestar vestibular, gastronomia foi a última opção que passou pela cabeça da paulistana Daniela Lopes, de 36 anos.

“Eu não sabia cozinhar, nunca me arrisquei nem em casa. Minha mãe sempre cozinhou muito bem, então ela que fazia tudo.”

 

O contato com a culinária aconteceu durante uma disciplina da faculdade de turismo — o que despertou “um brilho diferente” sobre a comida.

Mas os estágios e a trajetória profissional falaram mais alto, e Daniela foi atuar em sua área de formação: durante 12 anos passou pela Varig, American Express Global Business Travel, CI Intercâmbio e Tourico Holidays.

Em 2016, ela ficou desempregada. Foi quando as panelas a chamaram. Com a ajuda do pai (que estava aposentado e tinha dinheiro para investir) e do cunhado (que é dono de uma hamburgueria no bairro paulistano da Mooca), Daniela abriu, em outubro do ano passado, o restaurante contemporâneo Rudá.

A profissão anterior permitiu que ela viajasse bastante e tivesse contato com outras culturas, o que a ajudou a despertar e enriquecer o paladar.

“Descobri um talento, uma paixão que eu não imaginava que tinha.” Daniela já planeja abrir um segundo restaurante nos próximos anos.

Fonte: exame.abril.com.br/carreira/veja-a-reviravolta-desta-profissional-de-turismo-para-chef-de-cozinha