Princesa Diana vai à Broadway

A trágica vida de Diana, a Princesa de Gales, vai parar nos palcos da Broadway. Diana, musical criado por David Bryan (tecladista do grupo Bon Jovi) foi definido pelos seus criadores como “a história de uma mulher que desafiou a realeza e que era um ser humano destemido”. As letras, claro, fazem referência à trajetória da nobre, marcada por desilusões amorosas e brigas para manter sua privacidade.

Here Comes James Hewitt fala sobre o oficial da cavalaria com quem ela teve um romance extraconjugal e Snap, Click, é a respeito dos paparazzi. Aliás, foi fugindo desse tipo de profissional que Diana sofreu o acidente automobilístico que viria a matá-la, em agosto de 1997.

Bryan é um compositor conhecido no meio. Memphis, sua criação de 2010, ganhou dois Tony, o Oscar da indústria dos musicais. O papel principal é interpretado por Jeanna de Wal, atriz e cantora que trabalhou em sucessos como American Idiot – baseado no disco de sucesso do grupo de punk pop Green Day – e Kinky Boots. “Ela fez todo mundo se sentir especial: das classes mais baixas às mais favorecidas. Por isso que o nome de Diana tem de ser celebrado”, afirmou.

O espetáculo tem feito exibições teste por algumas cidades americanas e não empolgou os críticos. Um deles disse que Diana “era tão americano quanto Applebees”, fazendo referência à famosa rede de fast food dos Estados Unidos. Diana, o musical, tem estreia prevista na Broadway em março de 2020.

Fonte: veja.abril.com.br/entretenimento/princesa-diana-vai-a-broadway