Prêmio Multishow ganha tom político na onda do movimento #EleNão

Anitta foi o grande destaque do Prêmio Multishow, que celebrou seu 25º ano na noite desta terça-feira. Além de apresentar a cerimônia pela primeira vez, ao lado da veterana Tatá Werneck, a cantora levou os troféus de música-chiclete e melhor clipe com a canção Vai, Malandra. A funkeira, contudo, ficou apagada em comparação aos colegas que optaram por usar o espaço da premiação como espaço para falar sobre o momento político do país.

Pabllo Vittar foi uma das artistas que aproveitou o momento para protestar contra o presidenciável Jair Bolsonaro. Ao fim de sua performance, a cantora gritou “ele não”, movimento que se popularizou na internet entre personalidades que não apoiam o candidato do PSL. “O mais importante da noite de hoje foi mostrar que a nossa música pode ser arte, mas também pode ser resistência”, disse Pabllo em entrevista ao canal nos bastidores do evento.

A hashtag também foi assunto quando Marcelo Soares, presidente da Som Livre, recebeu o prêmio de melhor show em nome de Marília Mendonça, que não compareceu ao evento. A cantora sertaneja e sua família foram alvo de ataques na internet após ela se posicionar em favor do movimento contra Bolsonaro. Soares aproveitou o espaço para defendê-la.

“Esse prêmio fala também em nome das mulheres cantoras, mulheres compositoras, mulheres musicistas, mulheres brasileiras, que têm o direito de expressar uma opinião sem ser alvo de ódio, de ameaça, ataque. Que essas conquistas não acabem nunca. Que ninguém se coloque na frente dessas conquistas. Porque não é justo e não é aceitável”. Em resposta, ouviu-se entre parte da plateia do evento gritos de “ele não”.

Russo Passapusso, vocalista do Baiana System, foi outro nome que gritou a frase do movimento contra Bolsonaro no palco, e também pediu por justiça em nome de Marielle Franco. A vereadora assassinada em março também foi lembrada pela banda Rouge. As integrantes do grupo usaram roupões com temas relacionados à luta feminina nas costas. Uma delas, trazia o nome de Marielle.

Já Luan Santana aproveitou a vitória na categoria de melhor cantor para fazer um discurso pedindo por mais amor e consciência na hora de votar em outubro.