Presidente explica como se dará a volta das atividades presenciais na Assembleia Legislativa do Piauí

Depois de quase 100 dias em atividades remotas através das sessões virtuais, os deputados estaduais retomaram as sessões presenciais no plenário da Alepi nesta terça-feira (30), adotando todas as medidas de prevenção à Covid-19. Usando máscara e protetor de acrílico (face shield), o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho (MDB), concedeu uma entrevista coletiva aos jornalistas – que foram testados para Covid-19 antes de terem acesso ao Palácio Petrônio Portela.

Themístocles Filho explicou que a Assembleia Legislativa já vinha votando as matérias de maneira virtual. “Já temos várias matérias nas comissões e remotamente nós já voltamos algumas e nós vamos fazer do mesmo jeito, de maneira gradual. Hoje a primeira sessão, na próxima semana nós vamos fazer uma ou duas sessões. E aí a gente vai analisando a cada semana. O que a gente pode avançar ou não avançar.

Sobre as matérias em pauta nesta retomada das sessões presenciais, o presidente adiantou que não existe projeto prioritário. E que todas as matérias de interesse do Piauí têm sido aprovadas pelo Legislativo.

“Não tem nenhum projeto que o Piauí necessite para melhorar, para avançar, que a Assembleia não volte ou não voltou, não aprovou nenhum mesmo com problema do coronavírus no Piauí, a Assembleia Legislativa não deixou de votar nenhum de projeto de interesse do Estado do Piauí”, assegurou Themístocles.

Sobre a exigência dos testes rápidos para as pessoas terem acesso à Assembleia Legislativa, o presidente afirmou que só estra na Assembleia quem testar negativo para Covid-19. “Quem deu positivo não entra na Assembleia Legislativa. Todas as medidas de segurança, aferir temperatura, álcool gel, máscara: Tudo que a gente pode fazer nós estamos fazendo”.

Sobre o recesso de julho, Themístocles Filho avisou que não vai haver; que a Assembleia Legislativa vai seguir o rito da Câmara dos Deputados. “Não existe recesso nós vamos seguir o que a Câmara Federal e o Congresso Nacional estão fazendo. O modelo será a câmara federal”.

Em relação à reabertura da economia, Themístocles Filho lembrou que participou de várias reuniões presenciais e virtuais com o governador Wellington Dias, com o prefeito de Teresina, Firmino Filho, e vários empresários sobre a reabertura das atividades não essenciais.  “Em São Paulo, que é o epicentro (da pandemia), a construção civil não parou um instante. Então aí quem responde melhor não é o deputado Themístocles, mas os empresários. Vamos aqui todo mundo torcer para que essa vacina chegue ligeiro. O prefeito, o governador são responsáveis. Em Fortaleza, no Ceará, em Manaus, que tá um problema sério, abriu tudo. Em São Luís… abriu tudo. Acredito que o governador e o prefeito sabem o que estão fazendo. Aqui não é quarentena, aqui é noventena. Nós já estamos perto dos 100 dias. Aqui é diferente do Brasil. Espero que os cientistas, o prefeito, o governador encontrem uma solução porque daqui a dois meses muita gente vai chorar porque perdeu o emprego”, alertou o presidente antes de seguir para o Plenário para abrir a sessão.

Assessoria da Assembleia Legislativa – Edição: Katya D’Angelles

Coronavírus em Tempo Real