PL vai recorrer da decisão de Moraes que multou coligação de Bolsonaro

O PL de Valdemar Costa Neto vai recorrer da decisão liminar do ministro Alexandre de Moraes que negou o pedido do partido para anular quase 60% das urnas eletrônicas e multou a coligação de Jair Bolsonaro em 22,9 milhões de reais, por litigância de má-fé, na noite desta quarta-feira. O advogado da legenda, Marcelo Bessa, que apresentou a representação ao TSE, está estudando os possíveis recursos ao tribunal.

Segundo integrantes do PL ouvidos pelo Radar na manhã desta quinta, o resultado desfavorável já era esperado e o advogado já tinha avisado Valdemar de que “o troco viria”.

A decisão de manter a iniciativa mesmo assim foi justificada pela pressão de um Bolsonaro inconformado com a derrota para Lula e dos bolsonaristas que ajudaram a inflar a bancada do partido no Congresso nas eleições deste ano.

Vale lembrar que a decisão do presidente do TSE doeu no bolso não apenas do PL, mas também dos demais integrantes da coligação, o PP e o Republicanos. O ministro determinou o bloqueio imediato e suspensões das cotas do Fundo Partidário a que as legendas teriam direito até o efetivo pagamento da multa multimilionária.

Continua após a publicidade

Fonte: https://veja.abril.com.br/coluna/radar/pl-vai-recorrer-da-decisao-de-moraes-que-multou-coligacao-de-bolsonaro/