Paes e vice visitaram empresário acusado de fraudes na Saúde na gestão Witzel, aponta PF

Foto: Wilton Júnior/Estadão Eduardo Paes 13 de setembro de 2020 | 10:00 brasil

Durante investigação contra Wilson Witzel (PSC-RJ) e secretários, sobre desvios na Saúde, a Polícia Federal esbarrou em Eduardo Paes (DEM-RJ) e em seu vice na atual candidatura, Nilton Caldeira (PL-RJ).

O ex-prefeito do Rio e o aliado aparecem em registros na portaria do ex-pró-reitor da Universidade Iguaçu José Carlos de Melo.

Visitado com frequência pelos secretários de Witzel, como mostrou reportagem do jornal O Globo, Melo encontra-se preso após ter sido delatado como intermediário de contratos com o governo do Rio que teriam envolvido propina.

Paes aparece em imagens de 30 de março das câmeras de segurança do condomínio. “Fui convidado a conhecer o pró-reitor da Unig. Nunca tinha visto ele na vida. Nem vi depois”, diz Paes.

Caldeira esteve lá três dias antes. Ele diz que não se lembra e que não tem qualquer relação com Melo. “Se encontrasse na rua, não reconheceria”. Paes e Caldeira não são investigados.

Painel/Folha de S.Paulo

Fonte: politicalivre.com.br/2020/09/paes-e-vice-visitaram-empresario-acusado-de-fraudes-na-saude-na-gestao-witzel-aponta-pf

Coronavírus em Tempo Real