Na mira de aliados de Witzel, Tristão sai de férias para não ser demitido | Radar

Considerado homem forte de Wilson Witzel, o secretário de Desenvolvimento Econômico Lucas Tristão entrou de férias para tentar recuperar a frágil relação do governo com a Assembleia Legislativa do Rio.

Interlocutores do governo atribuem as férias repentinas a uma tentativa de amenizar as pressões que Witzel vinha sofrendo para demitir Tristão – que virou desafeto casa legislativa desde o surgimento da suspeita de que teria implantado um esquema de grampos nos deputados.

A retomada de um bom relacionamento com a Alerj é vista como decisiva para o governador, que conta com cinco pedidos de impeachent nas mãos do presidente da casa, André Ceciliano.

A saída temporária de Tristão foi a maneira que Witzel encontrou para mantê-lo no governo. O secretário foi um dos alvos da Operação Placebo, da Polícia Federal, que atingiu o próprio governador, sob suspeita de desviar recursos públicos por meio de contratações irregulares na saúde.

Continua após a publicidade

Na ausência de Tristão, o cotado para assumir como secretário adjunto é outro nome forte e discreto do governador, Ramon Neves.

Fonte: veja.abril.com.br/blog/radar/na-mira-de-aliados-de-witzel-tristao-sai-de-ferias-para-nao-ser-demitido

Coronavírus em Tempo Real