Dudu solicita informações da FMS sobre a Operação Caligo

Fundação foi alvo de operação por conta de possíveis irregularidades em contratos

O vereador Dudu (PT), durante a sessão plenária desta quarta-feira (09), apresentou um requerimento solicitando informações a Fundação Municipal de Saúde (FMS) sobre a operação Caligo, realizada pela Polícia Federal, que visa apurar possíveis irregularidades em contratos firmados entre a FMS e empresas que fornecem insumos. O documento foi aprovado pelo plenário.

Segundo o parlamentar, o pedido tem o propósito de obter todas as informações de forma detalhada. “Pedimos essas informações com o objetivo de ter acesso a todos os dados e acompanhar os desdobramentos da investigação. A FMS está sendo questionada nessa operação e precisamos no momento oportuno fazer esse esclarecimento para a população. Não dar para ter uma operação dessa envergadura com indícios de irregularidades e a Câmara não ter essas informações para prestar esclarecimentos ao povo de Teresina.  Queremos que a Fundação nos responda o quanto antes para que possamos fazer o nosso juízo de valor acerca de todo esse acontecimento”, disse Dudu.

Vereador ainda critica falta de estrutura na sede da Guarda Municipal

Na sessão, Dudu (PT) também criticou as condições inapropriadas da sede da Guarda Municipal, localizada no bairro Itaperu. “A Guarda Municipal é um patrimônio do povo de Teresina, mas infelizmente os profissionais são obrigados a trabalhar em uma sede imprópria, sem as condições mínimas para o desenvolvimento das atividades. Com a chegada dos novos guardas temos um local que não comporta todos os guardas. Isso sem falar na questão do assédio moral, pois os banheiros masculino e feminino são divididos por apenas meia parede e o refeitório fica quase dentro dos banheiros da entidade. Outro agravante é que as viaturas da Guarda que ficam estacionadas no local ainda geram transtornos e congestionamentos naquela região do Itaperu”, afirmou.

O vereador solicita que a Prefeitura tenha sensibilidade e corporação possa ser deslocada para outros prédios, e que seja feito um convênio com a Polícia Militar do Piauí para que os guardas possam se deslocar em células espalhadas pelos batalhões da PM-PI. “Com a sede atual é gasto um aluguel caríssimo de mais de R$ 5 mil, viaturas alugadas por aproximadamente R$ 5 mil e sem comentar a falta de equipamentos. Providências precisam ser adotadas e vamos continuar batendo nessa tecla para melhorar as condições para que os guardas possam desenvolver da melhor forma o trabalho”, frisou o parlamentar Dudu. 

Coronavírus em Tempo Real