Polícia divulga vídeo de Battisti caminhando minutos antes de prisão

A polícia italiana divulgou um vídeo que mostra os últimos momentos do italiano Cesare Battisti antes de ser preso na noite de sábado, 12, na Bolívia. Ele aparece caminhando pelas ruas de Santa Cruz de La Sierra.

O italiano estava foragido desde dezembro do ano passado, condenado à prisão perpétua na Itália acusado de cometer quatro assassinatos nos anos 70. Battisti nega os crimes e se diz vítima de perseguição política. 

Ele foi detido por uma equipe da Interpol formada por agentes italianos e brasileiros enquanto caminhava pela rua na cidade boliviana de Santa Cruz de la Sierra e não ofereceu resistência, segundo fontes do Ministério do Interior da Itália.

No momento da detenção, Battisti respondeu à polícia em português e mostrou um documento brasileiro que confirmou sua identidade.

Battisti chegou ao Brasil em 2004, onde foi preso três anos depois. O italiano foi solto da Penitenciária da Papuda, em Brasília, em 9 de junho 2011. Ele voltou a ser preso em outubro de 2017 na cidade de Corumbá, em Mato Grosso do Sul, perto da fronteira do Brasil com a Bolívia. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), ele tentou sair do país ilegalmente com cerca de 25.000 reais em moeda estrangeira. Após a prisão, Battisti teve a detenção substituída por medidas cautelares.

O governo italiano solicitou a extradição de Cesare Battisti, aceita pelo Supremo Tribunal Federal (STF). No último dia de seu mandato, em dezembro de 2010, contudo, o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu que o italiano poderia ficar no Brasil e o ato foi confirmado pelo Supremo.