“Não pensamos em aceitar a proposta do SETUT”, diz Sintetro

Chegando ao quinto dia da greve dos motoristas e cobradores do transporte coletivo de Teresina, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários do Piauí (Sintetro), Fernando Feijão, falou em entrevista ao Viagora que hoje (08) haverá uma nova tentativa de negociação.

“Está marcada uma audiência para acontecer às 11h de hoje, no Tribunal Regional do Trabalho. É previsto que todos os empresários do transporte coletivo e representantes do SETUT compareçam a essa audiência”, afirmou.

Sobre a contraproposta apresentada pelo Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (SETUT) de reajuste de 4% aos grevistas, Fernando Feijão relatou que a categoria não pensa em aceitá-la.

“As primeiras reivindicações pediam reajuste de 8,5%, algo que nós já diminuímos para 6% nas últimas negociações. Nós não temos interesse em aceitar a proposta do SETUT de 4%”, relatou.

Ônibus circulando

Na última quarta-feira (06), o desembargador Wellington Jim Boavista, do TRT-PI, notificou o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários no Estado do Piauí (Sintetro) para que mantenha em atividade o mínimo de 70% da frota circulante em horários de pico (6h às 8h, 11 às 14h, 17h às 20h) e 50% nos demais horários.