Veredicto da justiça grega: Aurora Dourada é organização criminosa

A mãe de Pavlos Fyssas grita à saída do tribunal, em Atenas: “Meu filho, conseguiste! no dia em que a justiça grega classifica o Aurora Dourada como uma organização criminosa.

O veredicto chega sete anos após o assassinato do ativista antifascista e rapper, Pavlos Fyssas, com os juízes a classificarem unanimemente o Aurora Dourada como uma organização criminosa, disfarçada de partido político

No exterior do tribunal uma multidão aplaudiu o anúncio. O pai de Pavlos diz: “Nós, a mãe e eu, estamos a sentir-nos bem. Mas vamos sentir-nos ainda melhor quando os virmos atrás das grades. É muito bom que eles tenham sido condenados como uma organização criminosa. Foi feita justiça pelo meu filho e por todos. Queremos vê-los na prisão, bem fundo na cadeia”.

Sete antigos deputados do Aurora Dourada, juntamente com o líder Nikos Mihaloliakos e o deputado europeu Giannis Lagos, foram considerados culpados de dirigirem uma organização criminosa.

Thanasis Kampagiannis, advogado de acusação, confirma: “Todas as atividades criminosas foram ordenadas pelo líder. Todos os homicídios e tentativas de homicídio foram ordenados por Mihaloliakos. Esta é uma primeira decisão de justiça para as vítimas da violência nazi”.

Onze antigos deputados, que não pertenciam ao conselho político do partido, assim como dois altos funcionários locais, foram condenados por pertença a organização criminosa e por participarem nas suas atividades ilegais.

Dos 65 arguidos, apenas onze compareceram na sala de audiências e nenhum pertencia à liderança do Aurora Dourada.

Uma vez emitidos os mandados de captura, as autoridades têm um plano de detenção para todos eles. Giannis Lagos, sendo deputado europeu, terá um procedimento diferente.

Um outro advogado de acusação, Kostas Papadakis, afirma: “Esta é uma mensagem de castigo e não de impunidade, uma mensagem proibitiva para qualquer grupo fascista nas nossas ilhas, nas nossas fronteiras, nas nossas cidades, em qualquer lugar possível”.

Após o anúncio do veredicto, houve alguns confrontos nas ruas da capital grega, que terminaram rapidamente.

O repórter da Euronews, Panos Kitsikopoulos, acompanhou os acontecimentos em Atenas: “Este veredicto confirmou o que, durante muitos anos, tinha sido do conhecimento público: que o Aurora Dourada é, de facto, uma organização construída para cometer atos criminosos. É certamente uma vitória contra o extremismo de direita, não só na Grécia, mas também na Europa”.

Fonte: pt.euronews.com/2020/10/07/veredicto-da-justica-grega-aurora-dourada-e-uma-organizacao-criminosa

Coronavírus em Tempo Real