Tiros contra desfile da Independência dos EUA deixam seis mortos e 24 feridos – Hora do Povo

Local do crime é cercado e ocupado pela polícia (fotograma de vídeo)

Centenas de pessoas fugiram desesperadas do evento de 4 de julho em Highland Park, Illinois

O desfile deste 4 de julho, da Independência dos Estados Unidos, foi interrompido a tiros na cidade de Highland Park, Illinois, deixando seis mortos e 24 feridos.

Os dados sobre a chacina foram fornecidos pela prefeita da cidade, Nancy Rotering, que decretou o cancelamento do desfile e pediu à população que evitasse o centro da cidade. Filmagens mostram centenas de pessoas, algumas ensanguentadas, fugindo em pânico, abandonando cadeiras e até carrinhos de bebê.

De acordo com as autoridades, o atirador agiu desde um telhado e usou um fuzil, que descarregou sobre os espectadores e participantes. A arma foi encontrada e apreendida nas proximidades, mas o criminoso – “um homem branco entre 18 e 20 anos, com longos cabelos negros, corpo esguio e vestido com uma camiseta branca ou azul” – conseguiu escapar, declarou a prefeita.

Havia policiamento no local, enfatizou a prefeita, mas os tiros puseram fim a qualquer perspectiva de segurança, como declarou a moradora Lisa Schulkin ao canal WGN9, pois o que se viu mesmo é que “as ruas estavam cheias de pessoas correndo e crianças chorando”.

“Ouvimos algo que soou como vários tiros ou fogos de artifício. Nós caímos no chão e depois corremos para um estacionamento coberto onde estávamos estacionados. Houve muitos gritos e pânico”, disse Elissa Kaufman, produtora da CBS em Chicago, que viajou para Highland Park para acompanhar o desfile com a família.

O deputado Brad Schneider, que representa Highland Park, onde vivem cerca de 30 mil pessoas, lembrou que as festividades estavam tendo início quando alguém começou a atirar.

Morador da cidade, Miles Zaremski também pensou que “eram fogos de artifício, mas, de repente, houve uma debandada da multidão dos dois lados da rua”. “Foram de 20 a 25 tiros, em rápida sucessão. Então não poderia ter sido apenas um revólver ou uma espingarda. Então eu caminhei cautelosamente e, de repente, vi pessoas ensanguentadas. Nunca vi nada parecido na minha vida”, acrescentou.

Trabalhador de uma mercearia próxima ao local, Diego Rosas explicou que se mudou de Chicago para Highland Park há apenas dois anos para fugir da violência. “Mas a violência está em toda parte hoje em dia”, declarou. Enquanto a vizinha Chicago é famosa pelos altíssimos níveis de violência, Highland Park é geralmente vista como notavelmente segura, com taxas de crimes violentos 75% menores que a média nacional.

Apenas neste ano, os Estados Unidos já registraram cerca de 240 ataques a tiros, numa média de mais de um por dia em apenas seis meses. As estatísticas são da organização americana Gun Archive Violence e contabilizam ocorrências até 3 de junho. A sequências de tragédias tirou a vida de mais de 30 pessoas apenas em maio.

Fonte: horadopovo.com.br/tiros-contra-desfile-da-independencia-dos-eua-deixam-seis-mortos-de-24-feridos