Rússia nega ser origem de nuvem de material radioativo suspeito sobre Escandinávia

A Rússia afirmou que o vazamento de material radioativo detectado na região da Escandinávia não ocorreu em uma de suas instalações.

Órgãos de segurança nuclear na Finlândia, Noruega e Suécia disseram na semana passada ter identificado isótopos radioativos na atmosfera em quantidades maiores do que o normal.

Após analisarem os dados, autoridades do Instituto Nacional de Saúde Pública e Meio Ambiente da Holanda afirmaram acreditar que o material tenha vindo “da direção da Rússia Ocidental”, e que o material pode indicar “danos ao elemento combustível de uma usina nuclear”.

Em resposta, o órgão de energia nuclear da Rússia disse em comunicado que as duas plantas de energia nuclear no noroeste do país (Leningrad NPP e Kola NPP) estava em funcionamento normal, sem registro de vazamentos.

“Não houve reclamações sobre o equipamento”, afirmou um porta-voz da estatal Rosenergoatom à agência de notícias Tass. “Emissões agregadas de todos os isótopos específicos no período em questão não excederam o patamar de referência.”

Fonte: BBC NEWS/Brasil – Foto: GETTY IMAGES

Coronavírus em Tempo Real