Produção da vacina Coronavac é ampliada para atender demanda mundial

Setor de embalagem da vacina Coronavac na fábrica da Sinovac em Beijing (Zhang Yuwei/Xinhua)

A empresa Sinovac, produtora da vacina Coronavac, que é distribuída e já tem envase no Instituto Butantan está ampliando sua capacidade produtiva para garantir o atendimento a demanda mundial pelo imunizante chinês.

A informação do presidente da empresa, Yin Weidong, foi divulgada no dia 22 pela agência de notícias Xinhua.

“A Sinovac recebeu pedidos de vacinas do Brasil, Indonésia, Turquia, Chile e outros países e regiões, e estamos fazendo todo o possível para ampliar a capacidade de produção”, declarou Yin.

“Esperamos”, acrescentou, “que a vacina proteja mais pessoas em todo o mundo.”

Além da aprovação para uso emergencial de 10,8 milhões de doses (seis milhões já distribuídas e mais 4,8 milhões em início de distribuição após controle final de qualidade) aqui no Brasil, a Coronavac foi avalizada na própria China e ainda na Indonésia e na Turquia.

Segundo o presidente da Sinovac, a companhia já construiu uma segunda linha de produção, que começará a operar em fevereiro. Com isso, a capacidade produtiva da empresa chegará a um bilhão de doses por ano.

Além disso, a Sinovac apoia a construção de linhas locais de produção incluindo envase, rotulação e embalagem e, no caso do Butantan de uma fábrica local com base em transferência de tecnologia.

“Sobre a base de uma produção anual de um bilhão de doses, continuaremos ampliando a capacidade de produção. Enfrentamos as incertezas relacionadas com a pandemia do coronavírus e a demanda de vacinas, que não serão respondidas unicamente com o habitual modelo comercial de oferta e demanda. As vacinas são bens públicos e devemos assumir responsabilidades sociais”, concluiu Yin.

Fonte: horadopovo.com.br/producao-da-vacina-coronavac-e-ampliada-para-atender-demanda-mundial