Parlamentar britânico é morto a facadas durante encontro com eleitores em igreja

Foto: Divulgação David Amess 15 de outubro de 2021 | 12:09 mundo

O deputado britânico David Amess, de 69 anos, morreu após ser esfaqueado em um ato com eleitores no sudeste da Inglaterra, informaram a polícia e a imprensa britânica nesta sexta-feira, 15. O parlamentar conservador recebia eleitores em uma igreja em seu distrito eleitoral, Leigh-on-Sea, no momento do atentado.

“Um homem foi detido como suspeito do assassinato depois que outro homem [o deputado Ames] foi esfaqueado em Leigh-on-Sea”, informou a polícia de Essex, destacando que ele “morreu posteriormente”.

Paul Gardiner, um barbeiro de 41 anos, cujo estabelecimento fica a cerca de 250 metros do local do ataque, explicou o deslocamento da polícia à France-Presse.

“Há alguns helicópteros sobrevoando o local e havia uma ambulância”, disse ele. “Eu estava dirigindo para o trabalho e estacionei por volta das 12h30 (08h30 em Brasília), havia muitos carros da polícia passando por lá”, acrescentou.

Outra testemunha, Ashley Curtis, um homem de 49 anos que mora a 200 metros da igreja, disse que duas horas depois a estrada ainda estava bloqueada por carros de polícia e uma ambulância.

“Ninguém poderia pensar que algo assim aconteceria por aqui”, disse ele à France-Presse. “David Amess é um cara bom. Eu o conheço e me relacionei com ele no passado”, explicou ele, considerando que o agressor teve que guardar muito rancor para entrar na igreja metodista enquanto o parlamentar recebia pessoas e realizar o atentado.

As reações políticas foram imediatas, em um país marcado pelo assassinato da deputada Europhile Jo Cox, em 2016, uma semana antes do referendo do Brexit, pelas mãos de um ativista neonazista.

“Notícias horríveis e profundamente chocantes”, tuitou o líder da oposição trabalhista Keir Starmer.

De sua parte, o ex-primeiro-ministro conservador britânico David Cameron lamentou esta “notícia alarmante e preocupante”.

Johnson, seu partido e seu governo ainda não reagiram.

“A Fundação Jo Cox fica horrorizada ao ouvir a notícia do ataque a Sir David Amess. Pensamos nele, em sua família e em seus entes queridos neste momento angustiante”, tuitou a instituição criada em memória da parlamentar trabalhista assassinado aos 41 anos.

“Atacar nossos representantes eleitos é um ataque à própria democracia. Não há desculpa ou justificativa. É a coisa mais covarde que pode haver”, disse Brendan Cox, viúvo da deputada falecida./AFP

Estadão Conteúdo Voltar para a página inicial

Fonte: politicalivre.com.br/2021/10/parlamentar-britanico-e-morto-a-facadas-durante-encontro-com-eleitores-em-igreja