O Partido do Trabalho da Coreia e o 19 de junho – Hora do Povo

Líder Kim Jong Il (Foto Reprodução)

O Partido do Trabalho da Coreia (PTC) comemorou, no último dia 19 de junho, os 57 anos do início dos trabalhos do dirigente Kim Jong Il (1942-2011), pai do atual líder, Kim Jong Un, no Comitê Central do partido, elemento importante para o seu desenvolvimento.

Sua liderança contribuiu para que o PTC sustentasse a ideia Juche de autoria do presidente Kim Il Sung, o fundador do PTC, como sua ideologia orientadora.

A ideia Juche, que fortalece a concepção de que o ser humano é responsável pelo seu próprio destino e também tem a capacidade de moldá-lo, é a ideologia que mostra o caminho para as massas do povo coreano moldarem seu próprio destino por seus próprios esforços.

Naqueles tempos, o movimento socialista mundial passava por dificuldades e julgamentos, mas o PTC consolidou sua unidade organizacional, ideológica e coesão centrada no líder, salvaguardando e adicionando brilho à causa da construção do partido. Kim Jong Il exerceu um papel fundamental nesse sentido.

Por meio de atividades ideológicas e teóricas enérgicas, ele mostrou que a ideia Juche é uma ideologia revolucionária nova e original que reflete os interesses das massas e os requisitos da era da independência, e estabeleceu o sistema de liderança do PTC.

Já na década de 1960, ele teve seu trabalho focado na organização de um partido forte e eficiente. Na década de 1970, ele proclamou modelar toda a sociedade no Kimilsungismo com o programa final do PTC e alcançou sua unidade e coesão com base na ideia Juche.

Na década de 1980, liderou a luta para criar uma nova velocidade na construção da economia socialista, destacando a imagem do PTC como um partido revolucionário e militante.

Na década de 1990, após a morte do presidente Kim Il Sung (8 de julho de 1994), ele lançou o slogan “Vamos nos armar firmemente com as idéias revolucionárias do grande líder camarada Kim Il Sung!” e assegurou que a ideia Juche fosse levantada como a invariável ideologia orientadora do PTC.

Nos últimos anos do século passado, quando uma mudança radical ocorreu no cenário político e no equilíbrio de poder do mundo na esteira do colapso de vários países socialistas, ele administrou a política Songun de uma forma abrangente. Foi um evento de importância marcante no desenvolvimento da Coreia socialista.

Nesse processo, o PTC se transformou em um partido poderoso que busca vitoriosamente a causa socialista para realizar o ideal de independência das massas sem a menor vacilação diante das convulsões da história.

Sob a liderança de Kim Jong Il, que transformou o trabalho do Partido em trabalho com as pessoas, o PTC avançou a causa histórica para transformar a natureza, a sociedade e o homem, conforme exigido pela ideia Juche, colocando a ênfase principal na ideologia, na revolução e na construção, estimulando sempre o entusiasmo das massas.

O PTC foi construído como um partido erigido na esteira do desenvolvimento das massas populares sempre com o objetivo de melhor servi-las.

O objetivo central foi a busca de um todo integral entre o partido e as massas como um princípio importante na construção do PTC, algo que esteve sempre no horizonte do líder Kim Jong Il.

Seu trabalho foi sempre direcionado para que o partido se aprofundasse no conhecimento do domínio dos problemas que afligem o povo, formulando os slogans: “Deixe todo o Partido ir entre as massas!” e “Nós servimos ao povo!”, razão pela qual os coreanos confiam nas diretrizes do PTC.

Por essas razões, a República Popular Democrática da Coreia, a Coreia Socialista, além do aniversário de fundação do partido, em 10 de outubro, celebra também o 19 de junho como um marco importante na construção desse instrumento fundamental para a Coreia Socialista que é o PTC.

(MAC)

Fonte: horadopovo.com.br/o-partido-do-trabalho-da-coreia-e-o-19-de-junho