Merkel defende adesão dos Balcãs Ocidentais à UE

A chanceler alemã, Angela Merkel, terminou esta terça-feira o périplo pelos Balcãs na capital da Albânia, Tirana.

Merkel reuniu-se aqui com os líderes da Macedónia do Norte, Montenegro, Sérvia, Bósnia-Herzegovina, Kosovo, para além dos anfitriões, a Albânia.

A chanceler defendeu a futura entrada destes países na União Europeia.

“Uma vez reunidas as condições, a UE deve manter a palavra e não continuar a inventar novas condições porque não quer, por razões políticas domésticas, avançar com o processo de adesão.

Se não quer avançar com processo de adesão por razões políticas domésticas, isso cria desilusão”, sublinhou a chanceler alemã.

Num encontro bilateral com o primeiro-ministro albanês, Merkel saudou os progressos realizados ao nível do estado de Direito no país assim como na Macedónia do Norte defendendo o início do processo de adesão.

De recordar que durante a presidência alemã da UE em 2020, a Bulgária havia vetado o início do processo.

Para além da adesão ao bloco europeu, Merkel defendeu ainda maior cooperação regional entre os países dos Balcãs ocidentais.

Nos últimos anos têm-se sucedido encontros frequentes entre os líderes regionais.

Fonte: pt.euronews.com/2021/09/14/merkel-defende-adesao-dos-balcas-ocidentais-a-ue