Irã exige que EUA levante sanções como primeiro passo para retomada do acordo nuclear

Delegações do Irã, Rússia, China, Inglaterra, França e Alemanha reunidas em Viena para debater retomada do Acordo Nuclear (Alex Halada/AFP)

Tem início em Viena a primeira rodada de retomada das negociações sobre Acordo Nuclear com o Irã

Começou nesta terça-feira (6) a primeira rodada do encontro de Viena sobre o Acordo Nuclear com o Irã. Os representantes dos signatários do pacto inicial – que configuram a Comissão Conjunta do Plano Integral de Ação Conjunta (JPOA, sigla em inglês) –  participaram da reunião presencial realizada na capital da Áustria.

“A suspenção das sanções dos Estados Unidos é a primeira e a mais primordial medida para reavivar o JPOA”, declarou, em sua primeira intervenção, o vice-ministro de Assuntos Políticos, Sayed Abás Araqchi, representante do Irã na reunião.

Araqchi assegurou, que “a República do Irã está plenamente disposta a deter suas medidas de represália e voltar à plena aplicação do JPOA assim que os EUA eliminem todas as sanções, o que esperamos se verifique em breve”. Ele alertou o governo norte-americano a “não deixar escapar a oportunidade para o levantamento das sanções para que se logre uma situação que beneficie a todos”.

A primeira rodada da reunião da Comissão Conjunta em Viena durou uma hora e terminou com a conclusão consensual de dar continuidade a consultas em nível de especialistas. Nos encontros serão tratados o tema nuclear e a suspenção das sanções.

Os presentes à reunião, presidida pela União Europeia (UE), são integrantes dos ministérios do Exterior do Irã e dos países que participam do acordo nuclear, Inglaterra, França, Rússia, China e Alemanha.

Também se encontra na capital da Áustria uma delegação norte-americana encabeçada pelo enviado especial de Washington para o Irã, Robert Malley. A delegação dos Estados Unidos não participa diretamente dos debates uma vez que o governo de Trump retirou o país do acordo.  

As autoridades iranianas aproveitaram a reunião para ressaltar que o pacto necessita que os EUA corrijam os erros cometidos por Trump uma vez que não foi Teerã quem abandonou o entendimento.

Fonte: horadopovo.com.br/ira-exige-que-eua-levante-sancoes-como-primeiro-passo-para-retomada-do-acordo-nuclear