Inaugurada a ligação ferroviária entre Praga, Viena e Budapeste

Em plena pandemia uma empresa privada checa lançou um novo serviço ferroviário que liga Praga, Viena e Budapeste. O objetivo é competir com as companhias aéreas.

“Especialmente as gerações mais jovens que querem ser mais ecológicas, elas irão preferir viajar de comboio se o tempo de viagem não for para além das quatro a seis horas”, explica Radim Jančura, proprietário da empresa ferroviária Regiojet.

Há quem diga que as próximas décadas podem ser as do renascimento dos comboios na Europa. Há uma tendência para as pessoas optarem pelos caminhos-de-ferro…

Em vez das viagens muito mas rápidas de avião mas também bastante mais poluidoras.

Os comboios de hoje podem oferecer o mesmo conforto que um avião, mesmo mais.

“Existe um servico a bordo de maior qualidade, até mesmo em relação à classe económica em muitas das companhias aéreas”, refere András Szigeti da Continental Railway Solution, parceiro húngaro da Regiojet.

Ecrãs táteis e serviço de comida a bordo estão disponíveis por um preço bastante competitivo com as companhias aéreas low-cost. A velocidade ainda está do lado dos aviões.

“São precisas sete horas para ir de Praga a Budapeste por comboio. A mesma viagem dura 90 minutos por avião. Mas se contarmos o tempo de embarque e desembarque a diferença é muito menor”, conclui o repórter da Euronews em Budapeste, Ádám Magyar.

Fonte: pt.euronews.com/2020/08/02/inaugurada-a-ligacao-ferroviaria-entre-praga-viena-e-budapeste

Coronavírus em Tempo Real