Ex-ministro da República Dominicana é condenado a 5 anos de prisão por corrupção – Hora do Povo

Ex-ministro Diaz e representante da Odebrecht na República Dominicana condenados (Precisión)

Víctor Díaz Rúa, ministro da República Dominicana entre 2007 e 2012, no governo do presidente Leonel Fernández, foi condenado a cinco anos de prisão por envolvimento no escândalo de pagamento de mais de 92 milhões de dólares em propinas pela construtora Odebrecht para obter obras no país.

Já o ex-representante da Odebrecht no país caribenho, Ángel Rondón, foi condenado pelo mesmo Tribunal a oito anos, acusado de distribuir os subornos entre legisladores e funcionários.

A sentença expedida na quinta-feira (14) inclui o pagamento de multa para cada um dos réus no valor de cerca de 35 mil dólares e o confisco de bens com origem suspeita.

Considerado um dos maiores casos de corrupção da história recente do país, envolve membros dos dois principais partidos políticos: o Partido Revolucionário Moderno (PRM), no poder desde agosto de 2020, e o Partido da Libertação Dominicana (PLD), que governou entre 2004 e 2020.

De acordo com o Ministério Público, a Odebrecht foi contratada entre 2002 e 2012 para realizar pelo menos 17 obras, entre circuitos de autoestradas, pontes, reservatórios para represas hidrelétricas, aquedutos e até uma usina de geração elétrica, a maior parte ainda em andamento.

Um partido dominicano, o Movimento Caamañista, diz que a principal atividade da Odebrecht no país não foram obras, mas tráfico de influência, ou seja, propina.

Em 2017, a construtora firmou um convênio com o Ministério Público dominicano e se comprometeu a pagar 184 milhões de dólares a título de indenização, além de fornecer as informações exigidas pelas autoridades dominicanas para a identificação dos envolvidos.

Em troca, o Ministério Público acordou não processar a empresa ou seus diretores.

Em outubro de 2020, o governo ordenou a suspensão de todos os contratos com a empresa, bem como com empresas coligadas, pressionado pelas repercussões do escândalo de corrupção e as obras sem conclusão.

A rede de subornos da Odebrecht se espalhou por vários países da América Latina. A República Dominicana é a terceira nação em que a construtora pagou mais propinas para alocação de obras públicas entre 2001 e 2014, atrás apenas do Brasil e da Venezuela.

Fonte: horadopovo.com.br/ex-ministro-da-republica-dominicana-e-condenado-a-5-anos-de-prisao-por-corrupcao