Desgoverno na Colômbia: quadrilha assassina 4 jovens no departamento de Antioquia – Hora do Povo

Familiares e amigos dos jovens denunciam massacres consecutivos na Colômbia (EFE/Telesur)

Quatro jovens colombianos foram assassinados no departamento de Antioquia nesta terça-feira (19). O massacre ocorrido no município de San Rafael, localizado no leste do departamento, é o 77º registrado no país sul-americano até o momento em 2021, nefasta cifra reconhecida até pelo governo do presidente Iván Duque.

O lider social Yesid Zapata denunciou que na noite da terça-feira os jovens participavam em uma atividade cultural, cantado nas ruas. Yezid afirma que as razões para o atentado ainda não puderam ser esclarecidas.

“Geralmente, este tipo de massacre nessas áreas tem a ver com o conflito e disputa por áreas de tráfico de substâncias para uso ilícito”, disse Zapata às rádios locais.

Ele acrescentou que em San Rafael “identificamos a presença de fortes grupos armados ilegais que estão tentando disputar os locais onde se usam estupefacientes”.

Diante disso, os líderes políticos como a ambientalista Isabel Cristina Zuleta e o senador pelo Movimento Alternativo Indígena e Social (MAIS) Feliciano Valencia se manifestaram contra a violência que está tirando a vida de líderes sociais e membros da sociedade civil nos mais diversos territórios do país.

Zuleta pediu a entidades como a Comissão de Direitos Humanos da ONU e a Procuradoria Geral da República que atentem para o fato que atingiu a população do município de San Rafael durante atividades sociais que nada tinham de ilegais, sequer de políticas.

Na Colômbia, grandes manifestações espalhadas pelo país inteiro começaram em 28 de abril, pressionando o governo e parlamentares a arquivarem as reformas tributária e de saúde e levando à demissão do então ministro das Finanças Alberto Carrasquilla.

Desde a desistência da reforma tributária ainda no início daquele mês, as demandas dos manifestantes foram ampliadas para incluir uma renda básica, oportunidades para os jovens, e o fim da violência policial que não teve a acolhida das autoridades governamentais e muito menos dos setores ligados aos grupos paramilitares.

No último sábado, ocorreu outro massacre no mesmo departamento de Antioquia, desta vez no município de Betânia, quando cinco pessoas foram mortas por homens armados. Autoridades locais indicam que o grupo paramilitar conhecido como Clan del Golfo está se mobilizando em Antioquia.

O país vive uma crise social profunda. O Produto Interno Bruto (PIB) colombiano caiu 6,8% em 2020. O governo investiu cerca de 4,1% do PIB em medidas emergenciais e financiamento para os grupos mais vulneráveis durante a pandemia, de acordo com dados do Fundo Monetário Internacional (FMI). Essas medidas foram insuficientes para frear o avanço da pobreza e da desigualdade, que cresceram 10 pontos percentuais na pandemia.

O percentual de colombianos em situação de pobreza chegou a 42,5%. Quase 3 milhões de pessoas passaram à extrema pobreza durante o último período, agravando a repressão às manifestações que reivindicam melhores condições de vida.

Fonte: horadopovo.com.br/desgoverno-na-colombia-quadrilha-assassina-4-jovens-no-departamento-de-antioquia