Cimeira do G20 encerra com mensagem de esperança

A cimeira virtual do G20 chegou ao fim este domingo. Falando no encerramento, o rei Salman da Arábia Saudita, país que detinha a presidência do grupo, afirmou que todos os países estiveram à altura dos desafios colocados pela pandemia de Covid-19.

A presidência do grupo de nações mais desenvolvidas passa agora para a Itália.

Falando nas prioridades para a presidência italiana, o primeiro-ministro Giuseppe Conte adiantou que o meio ambiente domina a agenda.

“Durante a presidência do G20 a Itália vai concentrar-se nas questões do clima e energia e como alcançar uma transição rápida para um futuro neutro em termos de carbono, assim como a noção de economia circular com base na proposta saudita que terá um papel a desempenhar no caminho para esta transição”, disse o chefe do governo de Roma.

No sábado, dia em que o número de infetados por Covid-19 nos EUA ultrapassou os 12 milhões, o presidente norte-americano teria alegadamente abandonado a cimeira virtual para jogar golfe.

Este domingo, contudo, Trump discursou e explicou porque razão abandonou o acordo de Paris sobre o Clima.

“O acordo de Paris não foi concebido para salvar o meio ambiente. Foi desenhado para matar a economia norte-americana. Recuso-me a entregar milhões de postos de trabalho americanos assim como milhares de biliões de dólares aos piores poluidores ambientais e é isso que teria acontecido”, disse Trump.

No discurso de despedida, o monarca saudita adiantou que foram tomadas decisões importantes para salvaguardar a recuperação da economia mundial

Fonte: pt.euronews.com/2020/11/22/cimeira-do-g20-encerra-com-mensagem-de-esperanca

Coronavírus em Tempo Real