Biden anuncia libertação de sete americanos presos na Venezuela

Foram libertados cinco executivos capturados em 2017 e mais dois homens, detidos em 2020 e em janeiro deste ano. Em troca, os EUA liberaram dois sobrinhos da esposa de Nicolás Maduro. O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou neste sábado (1º) que a Venezuela libertou sete americanos que foram detidos “injustamente”.
Autoridades dos EUA disseram que os cinco executivos detidos da Citgo Petroleum (Tomeu Vadell, José Luis Zambrano, Alirio Zambrano, Jorge Toledo e José Pereira), o veterano da Marinha Matthew Heath e Osman Khan foram liberados.
Os executivos foram capturados em 2017, em Caracas, onde estavam participando de uma reunião na sede da PDVSA, estatal de petróleo venezuelana. Heath foi preso em 2020, sob a acusação de tráfico de armas. Khan foi detido em janeiro deste ano.
“Hoje, depois de anos detidos injustamente na Venezuela, trazemos de volta para casa Jorge Toledo, Tomeu Vadell, Alirio Zambrano, José Luis Zambrano, José Pereira, Matthew Heath e Osman Khan”, afirmou Joe Biden em comunicado.
Os Estados Unidos, em troca, libertaram dois parentes do presidente venezuelano Nicolás Maduro. São eles Franqui Flores e seu primo Efrain Campo, sobrinhos de Cilia Flores, deputada e primeira-dama da Venezuela. Os dois foram presos em uma operação da DEA (agência americana de combate ao tráfico de drogas) em 2015, no Haiti.

Fonte: https://g1.globo.com/mundo/noticia/2022/10/01/biden-anuncia-libertacao-de-sete-americanos-presos-na-venezuela.ghtml