Abel Ferrara recebe o Jaeger-LeCoultre Glory to the Filmmaker

foi apresentado no Festival de Cinema de Veneza. Um filme de , sobre a filha de Karl Marx, Eleanor, e o seu papel enquanto ativista, na luta pelos Direitos Humanos.

A realizadora italiana, que anseia pelo dia em que os filmes não sejam apresentados como tendo sido feitos por um homem ou uma mulher, fala do pioneirismo da sua : “Ela foi a primeira a falar de feminismo em termos económicos e sociais. Falou de igualdade de exploração, da relação entre homens e mulheres e da situação no seio das famílias”.

Miss Marx está na competição para o Leão de Ouro.

Quem já está premiado é . O realizador americano recebeu este sábado o ” pela coerência do seu trabalho e por ser considerado o mais “controverso” dos cineastas contemporâneos.

Abel Ferrara apresentou, fora de competição, o seu mais recente documentário “Sportin Life” – a sua presença na última Berlinale, em fevereiro e a sua vida depois com a família durante o confinamento em Itália, devido à pandemia de Covid-19.

A Yves Saint Laurent é aprodutora do filme e praticamente deu carta branca a Ferrara. Daí que, na apresentação do documentário, Ferrara tenha afirmado que sonha “trabalhar sem guião” e que as palavras mais belas que um realizador pode ouvir são: “faz o que quiseres”.

Fonte: pt.euronews.com/2020/09/05/abel-ferrara-recebe-o-jaeger-lecoultre-glory-to-the-filmmaker-2020

Coronavírus em Tempo Real