A Alemanha, má aluna do governo eletrónico

Muitas pessoas consideram que mais tecnologia e menos papelada é a receita para melhorar os serviços públicos. Mas, na Alemanha, o governo eletrónico enfrenta vários obstáculos.

Segundo uma lei aprovada em 2017, na Alemanha, todos os serviços públicos devem estar disponíveis na Internet até 2022. O tema do governo eletrónico voltou a fazer parte da campanha eleitoral.

“Toda a gente pensa que a digitalização implica apenas comprar software. Mas o problema é estrutural. Tem a ver com o pensamento e com a cultura das administrações. A nossa função pública funciona segundo princípios estabelecidos há cem anos onde a hierarquia tem um peso enorme”, disse à euronews Thomas Meuche, responsável do Centro de Competências da Administração Digital.

Segundos dados comparativos a nível europeu, a Alemanha está na cauda da Europa ao nível da digitalização: ocupa a vigésima primeira posição ao nível do governo eletrónico. Além do peso das hierarquias, há o desafio da articulação entre os municípios, as regiões e o estado federal.

“Não faz sentido ter soluções específicas para cada região ou munícipio. Sobretudo quando temos uma autoridade federal que possui todos os dados. É o caso da matrícula automóvel. Por que é que os municípios precisam de ter sistemas diferentes para fazer o registo dos automóveis? ”, interrogou-se Thomas Meuche.

Os municípios estão conscientes de que vão enfrentar muitos obstáculos até à implementação dos novos sistemas até ao final de 2022.

“No dia-a-dia, há, frequentemente, problemas devido a questões culturais. E há questões sobre a proteção de dados que não foram esclarecidas. Nalguns casos não conseguimos recrutar pessoal qualificado. São coisas que atrasam o processo. A digitalização vai custar-nos muito dinheiro, mas trará benefícios e seremos mais eficazes a longo prazo”, frisou Eric Leiderer, presidente da câmara de Aschaffenburg.

A cidade de Aschaffenburg é uma das mais avançadas na área da digitalização. Ganhou um prémio graças a um projeto de governo eletrónico. O objetivo é integrar os cidadãos no processo de mudança.

“É preciso ter em conta as ideias dos cidadãos. E é por isso que temos uma loja digital no centro da cidade de Aschaffenburg. É um laboratório muito usado pelos cidadãos. Eles vêm ter connosco e perguntam: O que estão a fazer ? Qual é a próximo etapa?”, contou Eric Leiderer.

Fonte: pt.euronews.com/2021/09/21/a-alemanha-ma-aluna-do-governo-eletronico