MP-PI investiga Leo Leite por contratação ilegal de professores

O Ministério Público do Piauí, através do promotor Jorge Luiz da Costa Pessoa, instaurou inquérito civil público, em face do prefeito de Pedro Laurentino Leôncio Leite de Sousa, mais conhecido como Leo Leite, para apurar suposta redução de carga horária e contratação ilegal de professores no exercício financeiro de 2017.

De acordo com a portaria Nº 175/2019, publicada no Diário Oficial, o MPPI considerou o recebimento do Ofício nº 1031/19-GP, do Tribunal de Contas do Estado do Piauí, em que encaminha cópia do Acórdão nº 465/19, extraído do Processo TC/ 015196/2017, que deu procedência parcial a denúncia formulada contra o prefeito de Pedro Laurentino, Leôncio Leite de Sousa.

Prefeito Leo Leite

 O órgão ministerial considerou a necessidade de se aprofundar na apuração e especificadamente na conduta do Gestor Municipal citado investigando as supostas irregularidades, “bem como eventuais atos de improbidade administrativa e reparação de danos ao erário, com base na Lei 8.429/1992”.

“Extraia-se do sítio do Tribunal de Contas do Estado do Piauí, Processo TC/015196/2017, cópias das seguintes peças: Denúncia formulada pelos professores; Relatórios fiscais; Parecer do Ministério Público de Contas; Certidão de trânsito em julgado. Após realização das diligências supra, retornem os autos conclusos para ulteriores deliberações”, determinou o representante do Ministério Público do Piauí.

Outro lado

O Viagora procurou o gestor para falar sobre o assunto, mas até o fechamento da matéria o prefeito não foi localizado.

Fonte: www.viagora.com.br/noticias/mp-pi-investiga-leo-leite-por-contratacao-ilegal-de-professores-74945.html