Morre Masazo Nonaka, o homem mais velho do mundo

Masazo Nonaka, o homem mais velho do mundo, morreu neste domingo aos 113 anos em sua casa, uma pousada com fontes termais em Ashoro, na ilha de Hokkaido, no norte do Japão. A família informou que ele faleceu durante a madrugada, enquanto dormia, de causas naturais.

Nonaka era reconhecidamente a mais idosa pessoa, segundo Guinness World Records desde que completou 112 anos e 259 dias, em abril do ano passado, segundo o jornal The Japan Times. Quando ele nasceu, em 25 de julho de 1905, o cientista Albert Einstein publicou a Teoria da Relatividade.

“Nós nos sentimos chocados pela perda desta grande figura. Ele estava como sempre, ontem, e morreu sem causar nenhum trabalho para a família”, afirmou a neta Yuko Nonaka.

O idoso cresceu em uma família grande e sucedeu aos seus pais na administração da pousada em Ashoro, que agora é gerida por sua neta. Sua mulher e seus três filhos morreram antes. Ele usava uma cadeira de rodas, mas conseguia fazer a maior parte de suas tarefas sozinho. Segundo sua família, Nonaka gostava de comer sobremesa, assistir televisão, ler jornais e mergulhar nas águas termais uma vez por semana.

O Japão é o país com maior número de longevos. O recorde de idade no país é de Jiroemon Kimura, que morreu em junho de 2013 aos 116 anos e 54 dias, segundo o  Guinness World Records. No mundo, ninguém ainda superou a longevidade da francesa Jeanne Calment, que faleceu aos 122 anos e 164 dias em 1997.