Ministro da Cidadania revoga exonerações feitas na Funarte

Em portarias publicadas no Diário Oficial desta quarta 9, o ministro da Cidadania, Osmar Terra, revogou todas as 19 exonerações que, na última sexta, fez no Centro de Artes Cênicas da Funarte. As dispensas – que incluíam gerentes e coordenadores – tinham acabado com a estrutura do Ceacen.

Na semana passada, ao saber das demissões, o diretor do centro, Roberto Alvim, afirmara ter sido surpreendido com a decisão de Terra. Horas depois, afirmou que as exonerações permitiriam nomeações de pessoas comprometidas com o trabalho e leais ao governo. Alvim foi escolhido para o cargo pelo presidente Jair Bolsonaro.

Na manhã desta quarta, o diretor disse a VEJA que a medida anterior tomada pelo ministro era fruto de um “mal-entendido” e que, agora, “os trabalhos voltarão à normalidade”. Para ontem estava prevista uma reunião entre ele e o ministro – Alvim não confirmou se o encontro ocorreu.

VEJA apurou que, semana passada, Alvim e Terra chegaram a discutir sobre decisões tomadas no Ceacen – o diretor, o mesmo que ofendera Fernanda Montenegro, chegara a propor a contratação da mulher, a atriz Juliana Galdino, para coordenar um projeto orçado em 3,5 milhões de reais. Ele afirmou que ela trabalharia de graça. Alvim também quer entregar para uma companhia evangélica a gestão de um teatro federal no Rio.

Fonte: veja.abril.com.br/brasil/ministro-da-cidadania-revoga-exoneracoes-feitas-na-funarte